Kandaurov vive o terror em Kharkiv sem conseguir sair da Ucrânia

Desespero e aflição. Serhiy Kandaurov, antigo médio ucraniano que representou o Benfica entre 1998 e 2001, vive horas dramáticas num país a ferro e fogo, com momentos de puro terror.

Ele que é diretor de uma escola de futebol do Benfica em Kharkiv – inaugurada em setembro de 2019 numa cerimónia que contou na altura com a presença de Luisão – e que nas últimas horas tem tentado sair do país sem sucesso.

Sendo uma das zonas mais problemáticas, que continua a ser fortemente atingida com bombardeamentos violentos, Kandaurov não escondeu a preocupação e garantiu que nesta altura irá ficar na Ucrânia.

«Posso apenas dizer que a situação em Kharkiv está neste momento mesmo muito perigosa. Já tentei fugir de lá para Chernivtsi de forma a sair do país, mas não consegui. Vou ter de ficar na Ucrânia», afirmou o antigo médio, atualmente com 50 anos, que, refira-se, colocou ponto final na carreira em 2006/2007, curiosamente no clube desta mesma cidade, o FC Kharkiv.

Leave a Reply