Nélson Veríssimo explicou as escolhas acertadas que cumpriram o objectivo para o jogo

Nélson Veríssimo abordou, em conferência de Imprensa, a vitória por 3-0 do Benfica diante do V. Guimarães, na 24.ª jornada da Liga Bwin. O treinador agradeceu ao público, que “apoiou muito a equipa”, frisando que o “objetivo era ganhar” e jogar com qualidade.

O técnico das águias reconheceu a capacidade dos vimaranenses; falou das escolhas que incidiram em Meïte e Morato para a titularidade e também da estreia de Tomás Araújo em jogos do Campeonato; e não esqueceu o que se passa na Ucrânia.

Darwin

Marcar primeiro, controlar depois

“O público apoiou muito a equipa, tal como já tinha acontecido no último jogo [com o Ajax], e, quando assim é, a equipa galvaniza-se. O jogo não foi fácil, porque o V. Guimarães tem uma boa equipa e um bom treinador, que não teve os resultados que queria nos últimos jogos. Temos de olhar para o processo como um todo e perceber que, nesta sequência menos boa, também tiveram duas vitórias diante de duas das boas equipas do nosso Campeonato, o Estoril e o SC Braga. Sabíamos que ia ser um desafio complicado e que tínhamos de jogar com algumas armas. O V. Guimarães começou muito bem, com oportunidades para marcar, mas a primeira aproximação à baliza até é nossa. Continuámos à procura do nosso jogo e, na minha opinião, chegámos com mérito ao intervalo a vencer por 2-0. Ao intervalo pedi para matar o jogo nos primeiros 15 minutos e conseguimos, porque fizemos o terceiro golo. A partir daí, foi controlar o jogo com bola. O que fica, para além do resultado, é um jogo entre duas equipas que jogaram bem, quiseram ganhar e proporcionaram um bom espetáculo.”

Taarabt

Ganhar com qualidade

“Recebemos um adversário de respeito e as coisas, com maior ou menor dificuldade, podiam cair para o nosso lado, no sentido em que podíamos fazer um bom jogo e ganhá-lo. Nem sempre tivemos o controlo de bola que queríamos, mas também não jogamos sozinhos. Jogámos contra uma boa equipa, que gosta de ter bola e que tem boas dinâmicas ofensivas. Sabíamos, fruto do resultado do 2.º classificado, que ganhando hoje podíamo-nos aproximar dessa posição. O principal objetivo era ganhar e juntar boa qualidade no nosso jogo.”

Meïte

Meïte e Morato cumpriram

“Entraram o Meïte e o Morato, que jogou no lado direito do Vertonghen. Todos os jogadores trabalham para ter uma oportunidade de jogar e dar uma resposta positiva. Foi o que aconteceu com o Meïte, numa posição em que não está tão rotinado, mas, na nossa opinião, cumpriu na perfeição a tarefa que lhe incumbimos. Nesta situação, do Meïte e do Morato, e todos os outros que entraram, todos deram uma boa resposta e lutaram pelos interesses da equipa.”

Benfica-V. Guimarães

Estreia de Tomás Araújo na Liga Bwin

“O Tomás [Araújo] podia ter entrado mais cedo, mas, fruto das minhas decisões, isso não aconteceu. Ele já tinha jogado na equipa A do Sport Lisboa e Benfica [na Taça da Liga com o SC Covilhã], mas estreou-se na Liga Bwin. Aqui, é uma questão de oportunidades. O Rafael Brito foi chamado, porque o Weigl estava castigado e sentimos que necessitávamos de ter no banco de suplentes um médio mais de equilíbrio.”

Benfica-V. Guimarães

Bonita homenagem a Yaremchuk

“É também o momento alto da noite, esse ato de solidariedade para com o Roman [Yaremchuk]. É  natural que esteja combalido, é uma situação que o afeta, a ele e a todos nós, mas mais a ele em particular, porque ele tem lá família. O momento é delicado para ele e foi bonita a homenagem que o Estádio da Luz lhe prestou, a ele e a todos os ucranianos. O que todos desejamos, lutamos e fazemos votos para que aconteça é a paz. Espero, sinceramente, que nos próximos dias a diplomacia possa resolver estas questões. Relativamente ao Roman, ele apreciou o gesto, temos de dar todo o conforto e acompanhá-lo no dia a dia.”

Leave a Reply