Pavilhão cheio para ver o Benfica vencer o Valongo por 5-3

Dia grande na Luz! O Benfica recebeu o Valongo em desafio da 16.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato Nacional de hóquei em patins, duas horas antes de principiar o Benfica-Ajax da Liga dos Campeões. Com o pavilhão bem-composto, os hoquistas encarnados presentearam os adeptos com uma vitória recheada (5-3).

Quatro dias após o duelo dos oitavos de final da Taça de Portugal, Benfica e Valongo reencontraram-se no Pavilhão Fidelidade. Na antevisão à partida, Gonçalo Pinto assegurou não aguardar facilidades e que as águias esperavam receber a mesma equipa que as tentou tirar dos quartos de final da prova-rainha. Na pista, o Valongo tentou, de facto, surpreender e levar a melhor, com vários remates a testar a atenção de Pedro Henriques nos minutos iniciais da partida. O Benfica teve em Lucas Ordoñez o homem que deu resposta e valeu alguns sustos.

Aos 8′, o marcador foi inaugurado na Luz. Pablo Álvarez entrou a marcar, e não se ficou por um tento. Numa jogada coletiva e bem trabalhada, o avançado sacou de um remate rasteiro e fez o 1-0. De rajada, aos 9′, e a passe de Poka, o camisola 7 completou um bis e, no mesmo minuto, rematou para o 3-0com o esférico a tocar em Facundo Bridge, avançado do Valongo, antes de entrar na baliza.

Hóquei em patins

No comando do resultado e motivado pelas recentes exibições, o Benfica carregou ofensivamente, travou as veleidades adversárias para atacar e desenhou belas jogadas, velozes e coletivas, que só não deram em golo por mera falta de sorte. Ao intervalo3-0 para os encarnados.

No arranque da segunda parte só deu Benfica! Carlos Nicolíaaos 30′, ampliou a vantagem das águias para 4-0, com um tiro fortíssimo, a não dar oportunidade de defesa a Rui Mendes. O Valongo foi recompensado pela boa exibição que fez ao longo da partida (não obstante a superioridade benfiquista), através de Miguel Vieira, que, aos 34′, fez o 4-1.

Hóquei em patins

Lucas Ordoñez esteve perto de assinar o seu primeiro golo na partida aos 38‘, minuto em que, de caras com Rui Mendes, sofreu uma falta. Acalmados os ânimos, Diogo Rafael converteu a penalidade e, na recarga, fez o 5-1. Com um ritmo de jogo mais baixo, o Benfica permitiu a aproximação do Valongo, a quatro minutos do final. Dois golos, aos 46′ e aos 49′, fixariam o resultado em 5-3.

Segue-se a deslocação a Tomar, em jogo da 19.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato Nacionalàs 18h00 de sábado, 26 de fevereiro.

Hóquei em patins

DECLARAÇÕES

Nuno Resende (treinador do Benfica): “Foi mais um jogo intenso. A equipa do Valongo imprime grande ritmo ao encontro, e nós também vamos nesse sentido. Sabíamos que ia ser um jogo difícil e fomos resolvendo os problemas. Não gosto muito de individualizar, mas, na baliza, o Pedro Henriques fez mais uma grande exibição, está num momento fantástico e tem-nos dado uma consistência tremenda. Estivemos bem nas transições, nos segundos momentos e nos ataques rápidos. Este jogo proporcionou ainda uma boa utilização de todos os jogadores, o José Miranda teve muito minutos, e ele tem crescido muito. Parabéns à equipa, aos jogadores e ao público, pois hoje tivemos aqui mais uma boa assistência.”

Hóquei em patins
Benfica-AD Valongo
5-3
Pavilhão Fidelidade
Cinco inicial do Benfica
Pedro Henriques, Diogo Rafael, Lucas Ordoñez, Poka e Gonçalo Pinto
Suplentes
Rodrigo Vieira, Carlos Nicolía, Pablo Álvarez, José Miranda e Pol Manrubia
Ao intervalo3-0
Golos do Benfica
 Pablo Álvarez (8′, 9′ e 9′), Carlos Nicolía (30′) e Diogo Rafael (38′)

Leave a Reply