Bruno Lage lembra forma como foi despedido no Benfica mesmo sendo o treinador do ano

Com um início de ano muito positivo, com seis vitórias em oito jogos, o Wolverhampton prepara o jogo em atraso com o Arsenal e pode subir ao 5.º lugar em caso de vitória, passando os londrinos e o West Ham, que têm mais dois pontos. O quarto lugar, que dá acesso à Liga dos Campeões, fica logo ali à mão, mas Bruno Lage recusa entusiasmos.

«Vamos jogos a jogo. Querem que fale do top-4 mas ainda faltam 14 jogos, são muitos pontos para poder discutir isso. Quando cheguei ninguém me conhecia, fizemos três jogos, não marcámos golos nem somámos pontos. Sei que querem que assuma uma candidatura, mas eu digo dia a dia, porque podemos sempre ser despedidos no dia seguinte. Claro que gostaria de andar nas competições europeias com o Wolves, mas temos de nos basear em coisas sólidas», referiu.  

E até deu o exemplo do seu antecessor, Nuno Espírito Santo: «O Nuno esteve aqui com um trabalho fantástico, seguiu para o Tottenham, foi treinador do mês e o que aconteceu no mês seguinte? Olhem o que me aconteceu no Benfica: treinador do ano, treinador do mês em janeiro, fevereiro, março, abril, mas depois de perder dois jogos fui despedido. É por isso que tenho sempre as chaves do carro no bolso – é só colocar as malas e arrancar.»

Bruno Lage continuou a mostrar ter os pés na terra: «Estou no primeiro ano de Premier League… mostrem-me uma equipa que não tenha grandes jogadores e um treinador com um grande currículo.

«O nosso processo é muito simples – ver o último jogo e o que podemos aprender com ele, jogar com posse de bola; se não a tivermos os avançados e os alas são os nossos primeiros defesas», explicou, dizendo que sabe ter jogadores ambiciosos:

«Temos de perceber os lesionados e o tipo de paragem que têm de ter. Sei que os jogadores sentem que estão a perder tempo de carreira, por isso é tão difícil segurar o Pedro Neto fora durante 10 meses ou o Otto. Aqui é uma selva, todos querem jogar – não digo que haja luta, mas há muita competição. Treinamos ao nível em que queremos jogar.»

Leave a Reply