Segunda parte sem brio estraga vantagem de dois golos trazido da primeira

Benfica chegou ao intervalo a vencer com justiça por 0-2, mas na segunda metade os axadrezados conseguiram o empate com mérito (2-2). Duas partes distintas, com o jogo da 23.ª jornada da Liga Bwin a terminar com uma divisão de pontos.

Desafio inaugural da 23.ª jornada da Liga Bwin, com o Benfica, 3.º da geral, a viajar até ao Estádio do Bessa XXI para defrontar o 12.º classificado, o Boavista comandado por Petit.

Águias a subirem ao relvado num 4x4x2, com um xadrez composto por Odysseas na baliza, Valentino, Otamendi, Vertonghen e Grimaldo na zona mais recuada do terreno, Weigl, Taarabt, Rafa e Everton no miolo, e Gonçalo Ramos e Darwin como referências mais ofensivas.

Boavista-Benfica

Entrada impetuosa das duas formações, cada qual com uma maneira muito própria, a querer impor o seu jogo. Estudo mútuo, respeito e primeiro quarto de hora sem golos, com sinal mais dos encarnados.

Gonçalo Ramos, num rasgo inicial logo aos 2′, entendeu-se com Valentino, foi à linha, como mandam as regras, cruzar, contudo, a bola acabou desviada por um defesa axadrezado e morreu nas mãos de Bracali. Pelo mesmo flanco, aos 9′, foi Rafa quem cruzou com conta, peso e medida, mas um corte providencial de Javi García desviou o esférico quando Gonçalo Ramos surgia para finalizar.

Do outro lado, resposta aos 12′, perda de bola no miolo e Musa, em arrancada individual, enfrentou Odysseas, que, com segurança, encaixou o remate do camisola n.º 9.

O Benfica pegava cada vez mais no jogo, pressionava, acercava-se com perigo das redes contrárias e, aos 21′, os frutos do trabalho surgiram. Jogada bonita do coletivo, vários rostos envolvidos e muitos passes ao primeiro toque, com Taarabt, num remate forte de pé direito à entrada da área, a assinar o 0-1. Foi o primeiro golo do internacional marroquino na corrente edição da Liga Bwin.

Boavista-Benfica 23.ª jornada Liga Bwin

Desbloqueado o marcador, o desafio abriu e, em vantagem, os encarnados intensificaram a pressão e o domínio, perante a boa réplica dos anfitriões. Aos 27′, Bracali, atento, disse “não” ao segundo da noite; na resposta, no minuto seguinte, Musa, servido por Nathan, atirou ao lado, na melhor oportunidade das panteras até então.

Jogo intenso, veloz, com as equipas a quererem mostrar o seu futebol e, em cima da meia hora, o 0-2 para alegria dos Benfiquistas presentes no Bessa. Grimaldo iniciou o lance oferecendo a Darwin, o uruguaio simulou e deu a Rafa, que, na cara de Bracali, perdeu o duelo. Ora, vindo de trás, na sobra, o camisola n.º 3 da equipa comandada por Nélson Veríssimo disparou para o 0-2. Foi o quarto golo de Grimaldo na Liga Bwin 2021/22.

O Benfica mandava no jogo e ainda antes do intervalo (34′ e 38′) viu mais dois tentos serem anulados por posição irregular. Primeiro a Gonçalo Ramos, depois a Darwin… O Boavista apostava na subida rápida das linhas, mas expunha-se e arriscava-se perante a velocidade e inteligência do jogo em profundidade das águias! Apito de Rui Costa para o descanso e justo 0-2 para o Benfica, que foi superior.

Boavista-Benfica

Reatar sem mexidas nos figurinos e oportunidade para os boavisteiros. Excelente iniciativa de Musa e excelente defesa de Odysseas a dizer “não” ao avançado croata (47′). Homens do Bessa mais atrevidos, a subirem as linhas, a tentarem responder e inverter a marcha dos acontecimentos… e, por momentos, o Benfica acelerou!

Taarabt abriu para Rafa, mas Filipe Ferreira ganhou o duelo; o mesmo Taarabt descobriu Gonçalo Ramos, mas o avançado luso, altruísta, não rematou e o lance acabou por se perder. Aos 60′, Hamache testou a mira de longe, mas estava desafinada e o esférico saiu muito ao lado do alvo.

Mais Boavista nesta fase do jogo, mas uma situação consentida pelos encarnados a darem a iniciativa ao adversário… algo que acabaria por ser letal! Desafio muito competitivo, a aquecer, com a intensidade nos duelos físicos a aumentar… e os axadrezados com claro sinal mais a acreditarem, perante um Benfica desinspirado.

Boavista-Benfica

Aos 74′, já com João Mário e Nemanja em campo (saídas de Taarabt e Everton), golo do Boavista. Erro provocado na saída das águias e Gustavo Sauer não desperdiçou, reduzindo a desvantagem e relançando o jogo (1-2). Motivados, os axadrezados carregavam, o Benfica passava por sérias dificuldades e, aos 77′, foi o ferro a negar o golo a Hamache. Aos 80′, o empate, com Makouta a rematar colocado para o 2-2, a premiar a muita vontade demonstrada pelos homens de Petit.

Grimaldo e Gonçalo Ramos saíram aos 87′, entraram Gilberto e Yaremchuk, mas até ao final o resultado não se alterou. Aos 90’+1′, livre direto para as águias, mas Darwin atirou por cima.

Com este resultado, o Benfica soma 51 pontos no 3.º posto da Liga Bwin e foca agora atenções numa outra janela competitiva. As águias recebem no Estádio da Luz o Ajax, numa partida relativa à 1.ª mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, agendada para as 20h00 de quarta-feira, 23 de fevereiro.

Leave a Reply