Nélson Veríssimo anteviu jogo contra um Boavista que “pratica futebol positivo”

Nélson Veríssimo anteviu, em conferência de Imprensa, o Boavista-Benfica, da 23.ª jornada da Liga Bwin. A partida vai ter lugar no Estádio do Bessa XXI, sexta-feira (18 de fevereiro), às 20h15, e o treinador das águias antecipou “um jogo competitivo” em que a equipa “tem de estar com níveis de ativação, de competitividade e de agressividade elevados”.

No Benfica Campus, o técnico encarnado elogiou Petit e o processo tático dos axadrezados; revelou que Grimaldo está convocado; considerou que este jogo será diferente do da Taça da Liga; e, a escassos dias do embate com o Ajax, frisou que a partida com os boavisteiros é a mais importante, por agora.

Que jogo espera frente ao Boavista? Grimaldo estará disponível?

Espera-nos um jogo difícil, perante uma equipa que tem uma força acrescida nas dinâmicas globais quando joga em casa. É uma equipa que pratica um futebol positivo, dentro da ideia do treinador. Vamos centrar as nossas atenções no nosso jogo ofensivo e na forma como temos de defender. Espera-nos um jogo competitivo, em que temos de estar com níveis de ativação, de competitividade e de agressividade elevados para sairmos de lá [Estádio do Bessa] com o objetivo conseguido, que é fazer um bom jogo e conquistar os três pontos. Relativamente ao Grimaldo, ele está convocado para amanhã [sexta-feira].

Nélson Veríssimo

Petit, treinador do Boavista, referiu que gostaria de fazer o mesmo resultado do último encontro para a Taça da Liga, onde se registou um empate (que motivou uma decisão nas grandes penalidades). Olhou para esse jogo na preparação deste encontro?

Obviamente que olhámos para o jogo da Taça da Liga. Se bem me recordo, houve jogadores do Boavista que não puderam estar presentes devido a compromissos de seleções, e o mesmo aconteceu connosco. As ideias de jogo e do treinador vão estar lá, mas o facto de esses protagonistas já estarem presentes poderá, em função do que são as características individuais, alterar algumas dinâmicas. Tivemos em linha de conta o jogo que fizemos com o Boavista para a Taça da Liga, da mesma forma que o Petit o fez. Em função dessa análise, vimos quais são as debilidades e os fatores que podemos aproveitar relativamente ao Boavista e perceber quais os aspetos mais importantes e de potencial acrescido que temos de inibir no jogo ofensivo deles. A equipa do Petit tem dinâmicas ofensivas muito interessantes, diferentes, na nossa opinião, à esquerda e à direita, e é uma equipa competente a defender. Esperamos um jogo competitivo, certamente não será fácil, mas o nosso objetivo é ir ao Bessa, fazer um bom jogo, conquistar os três pontos e contar com o apoio de todos os nossos adeptos, que decerto estarão em grande número no estádio.

“Temos de estar com níveis de ativação, de competitividade e de agressividade elevados para sairmos de lá [Estádio do Bessa] com o objetivo conseguido”

Nélson Veríssimo, treinador do Benfica

Disse que o Boavista era uma equipa competente a defender. O Benfica, por seu turno, está a sofrer golos há cinco jogos consecutivos. A seguir ao Boavista vem um jogo com o Ajax, que tem goleado. Preocupa-o esta instabilidade da defesa? O que tem sido feito para equilibrar este ponto?

Obviamente, este é um aspeto que me preocupa, mas vejo o processo como um todo. Preocupa-me a forma como defendemos, o que nos levou a sofrer alguns golos, preocupa-me a forma como a equipa ataca. Compete-nos olhar para o processo como um todo e perceber onde é que a equipa está bem e potenciar esses aspetos, e olhar para as situações em que a equipa não está tão bem e arranjar estratégias para acrescentar valias no seu comportamento coletivo em termos ofensivos e defensivos. Essa é uma preocupação que nos tem acompanhado desde início e que nos vai continuar a preocupar, mas primeiro para o jogo com o Boavista e só depois para o Ajax.

Sabendo-se que o Benfica defronta o Ajax na próxima quarta-feira nos oitavos de final da Liga dos Campeões, admite poupar uma ou outra peça frente ao Boavista?

O jogo mais importante, para nós, é o de amanhã [sexta-feira]. Sabemos o que vem a seguir, mas o mais importante é o jogo com o Boavista, tendo em conta o que são os nossos objetivos para esta Liga. A importância está toda centrada neste jogo.

Nélson Veríssimo

Já falou no crescimento de Everton nos últimos jogos. O que é possível ele fazer para se exibir num patamar equilibrado?

É continuar a treinar da mesma forma, com o mesmo compromisso, com a mesma entrega. Ele sabe da sua qualidade. Tem de encarar cada treino como um desafio que permite uma evolução individual, e ele tem encarado o treino dessa forma. Olhamos para o rendimento dos jogadores e é natural que haja jogos em que o rendimento seja melhor, noutros melhor ainda e depois baixa um pouco. É perfeitamente natural em função do que é o volume da utilização dos jogadores na época, alguma fadiga acumulada. Não vejo como uma situação preocupante. Temos de ver o processo como uma globalidade e perceber que os jogadores estão a crescer. Isso tem acontecido com o Everton e com outros jogadores.

“Compete-nos olhar para o processo como um todo e perceber onde é que a equipa está bem e potenciar esses aspetos, e olhar para as situações em que a equipa não está tão bem e arranjar estratégias”

Como analisa os incidentes ocorridos depois do clássico FC Porto-Sporting, rivais diretos do Benfica? O que deve ser feito e melhorado para bem do futebol português?

Relativamente ao clássico, tal como a maioria das pessoas que gosta de futebol, segui-o com particular interesse. É um jogo diferente e, no que foi feito dentro das quatro linhas, foi um jogo bastante interessante. Relativamente ao que aconteceu depois, já se falou muito, quem esteve diretamente envolvido já deu a sua opinião. Quanto à reflexão que se deve fazer, concordo plenamente, na medida em que temos de promover o que são os nossos jogos e a nossa Liga lá fora. Aquela não é a melhor maneira de o fazer, mas as pessoas que estiveram diretamente, e até indiretamente, envolvidas já falaram sobre a reflexão que deve ser feita, envolvendo todos os agentes do futebol. É um tema que já foi muito falado… No que me diz respeito, tenho de me preocupar com o jogo de amanhã [sexta-feira] com o Boavista.

Leave a Reply