Site icon TerceiroAnel.blog

Nélson Veríssimo apontou o que há a melhorar na equipa e deixou alguns elogios

Advertisements

Nélson Veríssimo lançou, em conferência de Imprensa, o jogo entre o Benfica e o Santa Clara, da 22.ª jornada da Liga Bwin, que vai ter lugar neste sábado (12 de fevereiro), às 18h00, no Estádio da Luz. Espera encontrar uns insulares “com qualidade coletiva e individual”, mas acredita na maior consistência do Glorioso “a atacar e a defender”.

No Benfica Campus, o treinador das águias lembrou que há coisas a melhorar “tanto no aspeto ofensivo como defensivo”elogiou Darwin e Everton; e, para o clássico entre FC Porto e Sporting, o melhor resultado “era que os dois perdessem”.

O Santa Clara já mudou três vezes de treinador, mas nos últimos cinco jogos do Campeonato não perdeu. Que adversário espera no Estádio da Luz?

Espero um Santa Clara com qualidade. Mudaram de treinador há pouco tempo. O Mário Silva tem um passado que fala por ele. As equipas do Mário Silva gostam de gerir o jogo com posse de bola. Esperamos isso e um jogo com índice de dificuldade grande, porque reconhecemos qualidade coletiva e individual ao Santa Clara, e já venceram confrontos com os nossos rivais mais diretos. Muito respeito pela qualidade do Santa Clara, mas temos de olhar para o nosso jogo e dar continuidade ao que fizemos com o Tondela.

“Temos de olhar para o nosso jogo e dar continuidade ao que fizemos com o Tondela”

Nélson Veríssimo, treinador do Benfica

A vitória com o Tondela é sinal de que a equipa deu um passo no sentido do bom caminho?

Olhando para o jogo com o Tondela, dizer que, se no passado nem tudo estava errado quando os resultados não apareciam, agora, para lá do resultado e da exibição, também nem tudo está certo. Temos de ter consciência de que há coisas que, no processo de evolução da equipa, têm de ser melhoradas tanto no aspeto ofensivo como defensivo. Em função da análise, temos de ir trabalhando diariamente para que a nossa equipa, jogo após jogo, seja mais consistente a atacar e a defender e que depois proporcione os resultados que pretendemos alcançar.

Dos 16 pontos perdidos pelo Benfica na Liga, 11 foram em casa. Tem alguma explicação para o facto de, aparentemente, o Benfica se sentir mais desconfortável a jogar perante os próprios adeptos do que fora de casa?

Não vejo as coisas nessa perspetiva. Temos de nos sentir confortáveis a jogar em casa e fora. É um dado estatístico, é uma realidade que houve essa perda de pontos. Compete-nos olhar para a frente, para o futuro e evitar que isso aconteça novamente. O objetivo passa por fazer um bom jogo, conquistar os três pontos, ainda por cima em nossa casa. Contamos com o apoio de todos os nossos Sócios e adeptos para contribuírem para os nossos objetivos de amanhã [sábado].

Após a saída de Luis Díaz, considera que Darwin é o melhor jogador a atuar em Portugal? O que é que ele traz de diferente à equipa?

O Darwin é um dos bons jogadores que se encontram na nossa Liga e no nosso plantel. É um jogador com a qualidade que todos lhe reconhecem. Já tive a oportunidade de falar das características do Darwin. Não gosto muito de individualizar, porque acredito na força do coletivo. Obviamente, tendo em conta as características dos jogadores e em função do que podem dar à equipa, podem torná-la mais forte num ou noutro aspeto. Darwin é um dos bons valores da nossa Liga.

Everton tem subido de rendimento. Onde é que este jogador tem produzido mais nesta nova forma de jogar do Benfica?

É um jogador que tem vindo a crescer de rendimento nos últimos jogos, demonstrando a sua qualidade, aquela que fez a estrutura do Benfica ir buscá-lo ao Brasil. Não me adianta muito falar das características porque estão à vista de todos. O que nos apraz salientar é que ele tem vindo a subir de rendimento. Quando os jogadores crescem de rendimento, a equipa, coletivamente, também fica mais forte. Podemos ver isto de outra forma: o coletivo, estando forte, permite que as individualidades sobressaiam. Procuramos que, treino após treino e jogo após jogo, a equipa fique mais forte, porque isso vai-se traduzir no rendimento e nos resultados que queremos.

“Contamos com o apoio de todos os nossos Sócios e adeptos para contribuírem para os nossos objetivos”

Qual é o resultado do clássico FC Porto-Sporting que melhor serve ao Benfica?

O que importava para nós, Benfica, era que os dois perdessem. Nessa impossibilidade, temos é de nos centrar na importância do jogo de amanhã [sábado] e conseguir os três pontos. Fazer um bom jogo e ganhar, para dar sequência à vitória que tivemos em Tondela.

Exit mobile version