Enorme raça e atitude dá triunfo ao Benfica em grande jogo de Voleibol feminino

A equipa feminina de voleibol do Benfica mediu forças e venceu o AJM/FC Porto, por 3-1, na noite desta quinta-feira, em jogo a contar para a 7.ª jornada da 2.ª fase do Campeonato Nacional.  

Sem contarem com a líbero Beatriz Pereira, em isolamento profilático, e sem Alice Clemente devido a lesão, as águias não entraram bem, com a formação do AJM/FC Porto a lograr um parcial de 0-6 no arranque do 1.º set. O Benfica melhorou na defesa baixa, fez uso do bloco fora e aproximou-se no marcador. Ainda assim, as azuis e brancas continuavam eficazes na zona 4. As encarnadas respondiam com ataques na zona do oposto que colocaram o resultado em 13-13, obrigando o treinador do AJM/FC Porto, Carlos Carreño, a pedir desconto de tempo. O equilíbrio era a toada nesta fase, com o Benfica a passar para o comando aos 20-19, e assim se mantendo até ao fim do 1.º set que venceu, nas vantagens, por 26-24

2.º set começou bastante equilibrado, com várias alternâncias na liderança do resultado. Mais concentradas, desta vez, as encarnadas defendiam melhor e mostravam-se letais nos ataques da zona 2; o AJM/FC Porto sentia maiores dificuldades em parar as ações do Benfica e cometia erros na ação de serviço. O score estava em 11-8 e Carlos Carreño, de novo, a parar a partida. O time out teve efeito momentâneo na equipa portista, que empatou a contenda a 13 pontos. Porém, com Thaynã Moraes a distribuir bolas rápidas e com bastante variabilidade nos ataques, rapidamente as casa voltaram a estar na frente. Os adeptos, nas bancadas, sentiam que o 2.º set já não fugia e assim foi, com o Benfica a ganhar, por 25-19.

Clássico

O AJM/FC Porto, sabendo que não podia falhar mais, entrou melhor no 3.º set, com vários ataques bem sucedidos na zona 4 e na pipe. O Benfica não se ficava e respondia através de uma defesa baixa eficaz que permitia contra-ataques letais. Ainda assim, as nortenhas estavam melhores no set e Nuno Brites, técnico encarnado, a reunir as tropas aos 11-14 para mudar o rumo dos acontecimentos. O desconto de tempo surtiu efeito, o resultado passou para 14-15, mas foi sol de pouca dura. O AJM/FC Porto regressou ao seu melhor voleibol, distanciou-se e acabou a vencer, por 17-25.

Benfica começou melhor o 4.º set e esteve em vantagem até à dezena de pontos, altura em que o AJM/FC Porto passou para a frente e descolou, fruto de ataques fortes que o bloco do Benfica não conseguiu suster. Nuno Brites pediu desconto de tempo, as águias aproximaram-se e relançaram o set com o empate (22-22). Motivado pela recuperação pontual, o Benfica passou para a frente e fechou o 4.º set, nas vantagens, por 26-24 e o jogo em 3-1

O Benfica subiu ao 2.º lugar da classificação, com 17 pontos, e agora seguem-se dois jogos com o CD Aves (Taça de Portugal) e Porto Vólei (Campeonato Nacional), sábado e domingo, respetivamente. 

Clássico
Benfica-AJM/FC Porto
3-1
Pavilhão n.º 2 da Luz
Formação inicial do Benfica
Fernanda Silva, Natasha Farinea, Thaynã Moraes, Letícia Bonardi, Thaynara Nunes, Karina Sobreira e Maria Jardim (L) 
Suplentes
Kamila Augusto, Sara Fernandes, Neusa Neto, Marisa Pardal, Camila Rodrigues e Beatriz Paiva (L) 
1.º set2.º set3.º set4.º set
26-2425-1917-2526-24

Leave a Reply