Odysseas Vlachodimos fez com o Boavista o jogo 150 de águia ao peito

Na galeria dos notáveis. Odysseas Vlachodimos usou, em Leiria, na terça-feira, o emblema encarnado pela 150.ª vez em jogos oficiais, o que faz dele já um dos guarda-redes com mais partidas de sempre com a camisola do Benfica (está em nono nos keepers mais utilizados).

Mas também o coloca num patamar restrito onde apenas um guardião estrangeiro chegou além dele: Michel Preud’homme, ex-internacional belga, era até anteontem o único guarda-redes não português a bater a meta dos 150 jogos (fez 199 no total com a camisola encarnada entre 1994/1995 e 1998/1999, altura em que terminou a carreira). 

O internacional grego, de 27 anos, atinge esta meta num dos melhores momentos da carreira. O guarda-redes, natural de Estugarda, na Alemanha, foi mais uma vez decisivo para impedir que as redes abanassem mais vezes durante o jogo com o Boavista, num desafio que embora terminando empatado (1-1) garantiu o apuramento para a final da Taça da Liga, no sábado, após a vitória nos penáltis (3-2) onde Vlachodimos defendeu um dos remates, de Musa, dianteiro axadrezado. Foi o terceiro penálti por ele defendido esta época, o segundo consecutivo: na última jornada, antes da meia-final da Taça da Liga, defendera remate da marca dos 11 metros apontado por João Basso do Arouca. Esta temporada também agarrou um disparo feito por Robert Lewandowski no jogo da Liga dos Campeões com o Bayern em Munique. A defesa ao remate de Musa foi, assim, a quinta grande penalidade salva por Vlachodimos desde que chegou ao emblema encarnado, em 2018/2019.

O internacional pela Grécia, onde é também o dono da baliza, já está, assim, no top-10 dos mais utilizados de sempre na baliza encarnada. Uma contagem liderada pelo português Manuel Bento, que calçou as luvas em 465 partidas oficiais com a camisola da águia, mais 107 jogos que o homem em segundo lugar neste ranking, Costa Pereira, que conseguiu 358 partidas pela águia, em terceiro outro histórico, José Henrique, com 269 partidas em todas as provas pelo Benfica.

Leave a Reply