Benfica goleia o Nacional na Madeira por 3-0 e é líder à condição

A equipa B do Benfica foi ao Estádio da Madeira, na manhã deste domingo, vencer o CD Nacional, por 0-3, em jogo da 18.ª jornada da Liga 2.

Benfica B entrou no jogo praticamente a ganhar, mas a primeira parte teve sinal mais do Nacional, com mais posse de bola e com forte pressão alta; os encarnados saíam em ataques rápidos e tiveram uma eficácia superlativa.

Antes, Martim Neto trabalhou bem e rematou para intervenção de António Filipe. Na sequência do pontapé de canto apontado por Umaro Embaló, Henrique Araújo aproveitou a falha de António Filipe para inaugurar o marcador: 0-1 no Estádio da Madeira, aos 3′.

As águias estavam melhor e, aos 9′, nova oportunidade. Boa jogada coletiva do Benfica, com triangulações no corredor central, a bola chegou a Tiago Gouveia na esquerda, este fletiu para dentro e rematou para António Filipe encaixar. O Nacional respondeu aos 12′. Livre à esquerda marcado por Marco Matias e Rafael Vieira a cabecear ao poste; na recarga, Vítor Gonçalves chutou para defesa de Kokubo.

Motivados por este lance, os insulares carregaram na pressão alta, criaram dificuldades ao Benfica B na construção ofensiva e incidiam no flanco esquerdo na hora de atacar. Ainda assim, eram poucas as claras oportunidades de golo. Aos 36′Witi, de cabeça, a obrigar Leo Kokubo a grande defesa.

Aos 41′, o 0-2. Lance de insistência das águias, Umaro Embaló cruzou e Miguel Nóbrega, ao segundo poste, a cabecear para os festejos. O Nacional voltou à carga nos descontos. Aos 45’+1′, Rafael Vieira, em boa posição, rematou por cima, e, aos 45’+3′, João Camacho disparou para Leo Kokubo sacudir. Ao intervalo estava 0-2 no Estádio da Madeira.

Nacional-Benfica B

A perder, o Nacional, naturalmente, voltaria com tudo dos balneários, mas foi o Benfica B a aumentar a contagem. Antes, aos 49′, Suliman a cabecear e a bola a passar a centímetros da baliza encarnada. O Benfica B queria ter mais bola no segundo tempo e, aos 53′, fez o 0-3. Jogada rápida, o esférico passou por Henrique Araújo, Tiago Gouveia e Martim Neto, chegou a Umaro Embaló, que, descaído para a direita na área, ultrapassou Witi e rematou a contar.

A equipa da casa não desistia e, aos 59′, voltou a carregar junto da baliza do Benfica B. Francisco Ramos cruzou na direita e Rochez cabeceou ao lado. Bola cá, bola lá… o jogo estava vivo, e aos 62′ foi a vez de Tiago Gouveia rematar forte, mas a bola saiu por cima. No minuto seguinte, aos 63′Witi desenhou uma jogada individual e do meio da rua disparou para Kokubo suster.

O jogo entrou depois numa fase mais incaracterística, com poucas paragens, mas também sem oportunidades de parte a parte. A exceção apareceu aos 90’+1′. Primeiro Bruno Gomes cabeceou para defesa de Kokubo. Pontapé de canto e Rouai a cabecear ao poste da baliza do Benfica B. Apesar da pressão final dos insulares, no Estádio da Madeira, o resultado de 0-3 não mais se alterou.

Com o regresso às vitórias, o Benfica B isolou-se na liderança da Liga 2, com 36 pontos. Na próxima ronda, as águias recebem o Penafiel no Benfica Campus.

Nacional-Benfica B

DECLARAÇÕES

António Oliveira (treinador do Benfica B): “É uma vitória justa do Benfica B. Estes jogadores já mereciam. Foi uma vitória da organização, da superação e do sofrimento, porque também soubemos sofrer. Esta equipa tem evoluído dentro de um contexto competitivo difícil. A equipa entrou bem na partida, a criar dificuldades ao adversário. O nosso adversário cresceu através dos cantos e livres laterais. Tivemos problemas para controlar a largura na primeira parte, mas retificámos isso ao intervalo. Soubemos trabalhar no bloco médio, fechámos o espaço interior, obrigámos a jogar por fora e em transição ferimos o adversário. Faltava-nos essencialmente ganhar. Esta vitória é dos jogadores, é para os jogadores. Estou muito feliz.”

Umaro Embaló (jogador do Benfica B e “Homem do Jogo”): “Sabíamos que íamos ter um jogo complicado, criámos as nossas oportunidades e aproveitámos. Sou o ‘Homem do Jogo’, mas não significa muito. O que interessa é o trabalho que a equipa tem feito. Queríamos uma vitória e conseguimos.”

Miguel Nóbrega (jogador do Benfica B): “Este jogo era importante para nós. O que nos interessava era a vitória e estes três pontos fora de casa são muito importantes. É importante marcar na Madeira [onde o central nasceu] e poder estar com os adeptos. Sabíamos o que tínhamos de fazer, entrámos focados e convictos de que tínhamos de fazer golo cedo, e foi isso que aconteceu.”

CD Nacional-Benfica
0-3
Estádio da Madeira
Onze do Benfica B
Leo Kokubo, Fábio Baptista, Miguel Nóbrega, Pedro Álvaro (Pedro Ganchas, 39′), Sandro Cruz, Rafael Brito, Cher Ndour, Martim Neto, Umaro Embaló (Luís Lopes, 78′), Tiago Gouveia (Henrique Pereira, 83′) e Henrique Araújo
Suplentes
Carlos Santos, João Tomé, Pedro Ganchas (39′), Rafael Rodrigues, Nuno Félix, Ronaldo Camará, Jair Tavares, Henrique Pereira (83′), Luís Lopes (78′)
Ao intervalo0-2
Golos do Benfica B
 Henrique Araújo (3′), Miguel Nóbrega (41′) e Umaro Embaló (53′)
Boletim clínico
Diogo Capitão (contusão óssea no joelho direito), Filipe Cruz (lesão muscular na coxa esquerda), Samuel Soares (status pós-cirúrgico de fratura de um dedo da mão direita), João Resende (infetado com COVID-19) e João Neto (infetado com COVID-19)

Leave a Reply