Benfica ataca atuação de Bruno Esteves no VAR e antijogo do Moreirense

O Benfica voltou este domingo a criticar o trabalho da equipa de arbitragem liderada por Rui Costa (com Bruno Esteves como videoárbitro) no jogo com o Moreirense, na Luz, que terminou com empate a um golo, no sábado.

Através da publicação News Benfica, os encarnados questionam a atuação de Bruno Esteves: «Pela segunda vez esta época, o mesmo VAR, Bruno Esteves, validou um golo precedido de ilegalidade, ficando a dever à verdade desportiva do Campeonato 4 pontos que o Sport Lisboa e Benfica deveria ter a mais nesta altura. No golo do Moreirense, ontem, no Estádio da Luz, Rafael Martins está em clara posição de fora de jogo, interferindo na jogada e tendo sido parte ativa na carambola da qual resultou o golo adversário.»

«Este mesmo VAR, Bruno Esteves, que não viu o empurrão a Gonçalo Ramos no último minuto do jogo contra o Estoril, e do qual redundou o empate adversário, avaliou ontem, erradamente, uma não interferência de Rafael Martins na jogada que coloca o Benfica a perder na partida diante do Moreirense», diz-se ainda, restando o encaminhamento de uma queixa:

«O Sport Lisboa e Benfica vai, por isso, questionar o Conselho de Arbitragem sobre que medidas serão tomadas para que situações como esta não se repitam. E exigirá uma resposta clara sobre a matéria. Nesse sentido, o Sport Lisboa e Benfica renova a sua exigência de verdade e equidade em todos os jogos do Campeonato, lembrando igualmente que também no jogo do Dragão para o Campeonato foi prejudicado por omissão do VAR no golo de Fábio Vieira.»

O Benfica deixa também críticas ao adversário: «Uma nota para o antijogo da equipa do Moreirense, desde o primeiro minuto do jogo, com a complacência, para não dizer patrocínio, do árbitro de campo, Rui Costa. Um infindável ror de tempo perdido a cada pontapé de baliza, lançamento lateral, canto ou falta. É mesmo este tipo de abordagem que pretendemos para valorizar o futebol português?»

Leave a Reply