Paulo Bernardo é o “joker” de Nélson Veríssimo para várias posições no meio-campo

A colocação de Paulo Bernardo no lado esquerdo do meio campo encarnado no jogo com o Paços de Ferreira – entrou ao minuto 73 para o lugar de Everton – e a liberdade com que se movimentou em zonas interiores sem que a equipa desmontasse o 4x4x2 recuperado por Nélson Veríssimo pode indiciar que o sucessor de Jorge Jesus no comando técnico das águias está a gizar plano que permita dar mais tempo de jogo ao médio de 19 anos, isto sem desfazer a dupla Weigl/João Mário no miolo da equipa.

As pistas deixadas por Veríssimo na jornada anterior apontam para Rafa e Diogo Gonçalves como principais soluções para o lado direito do quarteto do meio campo e, agora, para o jovem formado no Seixal como alternativa a Everton no lado oposto – além, claro, de manter a concorrência ao alemão e ao internacional português, numa luta em que também tem entrado Taarabt, suplente utilizado por Nélson Veríssimo nas duas jornadas já realizadas.

Ainda é preciso perceber como se poderão encaixar outras das cartas do baralho, casos de Meité e Gil Dias, mas o regresso ao 4x4x2 parece deixar tudo mais claro e simplificado em termos das funções de cada um na equipa comparativamente ao 3x4x3/3x5x2 e às adaptações que nele se viram.

Leave a Reply