Nélson Veríssimo desvalorizou derrota dos leões focando apenas nos jogos do Benfica

Nélson Veríssimo, treinador do Benfica, perspetivou, em conferência de Imprensa, a partida da 17.ª jornada da Liga Bwin, diante do Paços de Ferreira, que está agendada para o Estádio da Luz, domingo – 9 de janeiro –, às 18h00. Apesar das ausências motivadas pela COVID-19, o técnico assegurou que os encarnados estão “ligados, focados e com compromisso”.

No Benfica Campus, Nélson Veríssimo abordou o mercado de transferências de janeiro; antecipou um conjunto pacense numa “postura mais defensiva” na Luz; e sublinhou que a motivação das águias não depende dos resultados dos rivais.

Com mais tempo de trabalho com a equipa, apesar da semana marcada pelas baixas por COVID-19, que jogo e que Benfica espera em campo?

O que podemos esperar é um Benfica a lutar pela vitória. Foi uma semana muito produtiva, com os jogadores ligados, focados e com compromisso. Temos todo o interesse em entrar bem, a dominar e com qualidade no processo de jogo para conseguir os três pontos. Aproveito, uma vez mais, para apelar à presença dos Sócios e adeptos, porque a história do Clube demonstra que sempre que há esta ligação entre a equipa e os adeptos, a força do Benfica é muito maior.

Nélson Veríssimo

O treinador do Paços de Ferreira reconheceu que tinha sido difícil preparar este jogo, apesar de o Nélson Veríssimo já ter orientado o Benfica num jogo. Também sentiu essa dificuldade, dado que César Peixoto só orientou a equipa em dois jogos? O que espera do Paços de Ferreira?

É exatamente a mesma questão que o César Peixoto coloca. O Paços de Ferreira tem dois jogos com o novo treinador, duas vitórias. A nossa análise centrou-se nesses dois jogos, mas também em jogos que o treinador tenha feito com equipas de outra dimensão. É um desafio para nós pela forma como o Paços de Ferreira se vai apresentar. Pensamos que se vai apresentar com uma linha de cinco no processo defensivo. A questão é saber se será com uma linha de quatro defesas e um ala ou três defesas-centrais e dois laterais. Partindo deste pressuposto, claramente que as dinâmicas ofensivas podem ser outras, mas isto é o jogo que é feito de um lado e de outro. Acreditamos num Paços de Ferreira com uma postura mais defensiva e a tentar a transição para nos criar problemas. Nós vamos ter maior controlo de jogo e teremos mais situações no meio-campo ofensivo. Temos de reconhecer valor individual e coletivo ao Paços de Ferreira, bem como ao seu treinador.

“Temos todas as garantias, em função da qualidade do plantel, para apresentar uma equipa competitiva”

Nélson Veríssimo, treinador do Benfica

Em que medida é que os casos de COVID-19 dificultaram a semana de trabalho?

É uma realidade que afeta todos os clubes. Temos um plantel que nos dá garantias. Não tendo alguns jogadores disponíveis para o jogo devido aos casos positivos de COVID, temos todas as garantias, em função da qualidade do plantel, para apresentar uma equipa competitiva e com qualidade, que de certeza nos vai deixar bem.

Nélson Veríssimo

Estamos em janeiro e o mercado de transferências está aberto. Já fez a primeira avaliação do plantel? Encontra alguma necessidade de reforço em algum sector?

Estamos no mercado de janeiro e não há nenhum treinador que possa dizer que o plantel está fechado, em função das oportunidades de mercado ou propostas que o Clube possa ter. As conversas com o Presidente já comigo na equipa B aconteciam de forma sistemática, o mercado é sempre uma situação em aberto. O que nós entendemos é, em função da competitividade que queremos, ter um plantel mais curto. Isto não quer dizer que não contemos com todos os jogadores, mas um plantel mais curto pode acrescentar ainda mais competitividade.

A derrota do Sporting no terreno do Santa Clara é um incentivo extra para o Benfica mostrar que pode discutir a conquista do título nacional?

Não, não há incentivo extra. O nosso incentivo é, jogo após jogo, lutar pela vitória e conquistar os três pontos. Nisso nada muda. O que mudou é que podemos encurtar distâncias, em função do que for o nosso resultado frente ao Paços de Ferreira. A exigência e a responsabilidade continuam as mesmas. Sabemos que não temos margem para errar até ao final da Liga, e cada jogo é um jogo para lutar pelos três pontos, e nós temos de ganhá-los. Esse é o nosso propósito, independentemente do que possa acontecer à frente. O objetivo passa por, ganhando todos os nossos jogos, encurtar distâncias para os clubes que vão nos lugares da frente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.