Craque islandesa reforça centro da defesa do Futebol encarnado

A defesa-central Heiddis Lillyardottir é a mais recente contratação da equipa feminina de futebol do Sport Lisboa e Benfica. Aos 25 anos, vai ter a primeira experiência fora da Islândia e está impressionada com a grandeza das águias e com a qualidade do plantel, onde se sente “muito bem-vinda”.

Gosto de tudo no Clube, porque tudo o que vi até agora é muito maior do que estou habituada. As pessoas têm sido muito simpáticas“, referiu a nova camisola 26 das águias, em declarações proferidas à BTV no Museu Benfica – Cosme Damião.

Heiddis, que chega ao Clube por empréstimo, já treina integrada no grupo de trabalho das Inspiradoras.

“Já conheço as minhas colegas e a equipa técnica. Sinto-me muito bem-vinda. Já tive oportunidade de treinar e pude perceber que é sempre em alta velocidade e intensidade. Vai ser um bom desafio”, comentou a defesa-central.

Heidis Lillyardottir

Os primeiros pontapés na bola deu-os no Höttur, passou pelo Selfoss, mas foi no Breidablik que se projetou e conquistou títulos. Agora, aos 25 anos, chega a “um dos maiores clubes do mundo”.

“Sempre sonhei jogar fora da Islândia. O Benfica é um dos maiores clubes do mundo e é uma honra, para mim, estar aqui. O futebol feminino do Benfica já compete há quatro anos. Foram campeãs na última época e puderam jogar na Liga dos Campeões”, elogiou.

Estou no Benfica para ganhar. Para ganhar o Campeonato Nacional e a Taça”, sublinhou, ainda, Heiddis.

Heidis Lillyardottir

“O Benfica é um dos maiores clubes do mundo e é uma honra, para mim, estar aqui. Sinto-me muito bem-vinda. Estou no Benfica para ganhar”

Heiddis Lillyardottir

A defesa-central é um dos reforços desta janela de transferências, conta com 22 jogos realizados e três golos apontados nesta temporada, bem como, segundo o Wyscout72% de ações bem-sucedidas, 83% de acerto no passe, 57% de eficácia nos duelos e cerca de cinco interceções por partida.

Ainda assim, e apesar de mostrar ser conhecedora das diferenças entre o futebol jogado no país natal e em Portugal, há uma adaptação a fazer à nova realidade profissional.

“O futebol jogado em Portugal e na Islândia é diferente. Cá, o futebol é mais rápido e tecnicamente mais evoluído“, considerou.

Heiddis Lillyardottir

Joga no sector mais recuado do terreno, mas os Benfiquistas queriam saber mais sobre a islandesa e esta não se fez rogada: “Jogo bem com os pés, tento jogar rápido e sou boa no jogo aéreo. Tenho o hábito de falar muito com as minhas colegas durante o jogo.”

Pelo Breidablik conquistou seis títulos e alinhou na edição 2021/22 da Liga dos Campeões, prova que também a motivou a ingressar no Benfica.

“A possibilidade de jogar na Champions League pesou na minha decisão. É bom ter essa hipótese de voltar a jogar nessa competição”, realçou Heiddis.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.