Conferência de imprensa curta e marcada pela elevação na despedida do mister

Ao lado do próprio treinador, Rui Costa comunicou a saída de Jorge Jesus do comando da equipa. O presidente do Benfica referiu que não era o desfecho esperado, mas assumiu que se trata da melhor decisão para as partes.

«Não era este o desfecho que ambicionávamos, como é óbvio. Trabalhámos arduamente para chegar ao fim com os objetivos cumpridos, mas com a mesma frontalidade com que sempre estivemos juntos chegámos à conclusão que este dia acabou por ser o melhor para ambas as partes», disse o líder do clube da Luz, rematando:

«Queria agradecer todo o esforço e dedicação de Jorge Jesus neste ano e meio e desejar-lhe as maiores felicidades para a sua carreira.»

De cara fechada, os dois fizeram uma curta declaração, com Jorge Jesus a deixar entender que não desejava passar «a ser um problema».  

«Este projeto que abracei com o coração chegou ao fim. Vim sempre a pensar que seria uma solução e não um problema», disse com voz embargada.

«Para os interesses do Benfica, e para fazer o melhor para todos, achei que esta decisão fosse a melhor. A minha vida vai continuar, a trabalhar com amor e paixão. Tive a honra de ter voltado a esta casa e ter defendido os interesses do Benfica», comentou, selando então a despedida com um abraço a Rui Costa, que soltou «muito obrigado, Jorge».

Leave a Reply