Passagem aos oitavos da Champions paga orçamento de época ao Benfica

A vitória sobre o Dínamo Kiev e apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões valeram ao Benfica um encaixe total de €54,3 milhões, um Euromilhões, apenas superado esta década pelos €56,8 milhões de 2018/2019, época em que a UEFA estreou o novo formato de distribuição de receitas, com os encarnados a beneficiarem da presença no top 10 do ranking da UEFA. Nessa temporada o Benfica caiu para a Liga Europa e foi até aos quartos de final da prova.

O encaixe milionário torna a vida financeira da águia mais desafogada. Na prática a temporada está paga. O orçamento do Benfica, sem transferências (ordenados de jogadores e estrutura, viagens, hotéis e outras despesas logísticas) ronda os €70 milhões. No mercado, entre entradas e saídas, a SAD lucrou cerca de €26 milhões.  Ou seja, a receita da UEFA e o lucro no mercado deram para a águia pagar toda a despesa da época.

A folga financeira, contudo, não significa que o Benfica vá ao mercado de transferências em janeiro. As contas estão controladas e o Benfica não pode entrar em loucuras, numa janela de inscrições por norma inflacionada. O Benfica quer contratar um central para colmatar a lesão de Lucas Veríssimo, mas vai aguardar que o mercado abra, à espera de uma boa oportunidade de negócio. Um empréstimo é um cenário que ganha cada vez mais força.  

Leave a Reply