Jorge Jesus destacou a importãncia para o Benfica esta passagem aos oitavos da Champions

“Passar aos oitavos de final é muito importante para qualquer equipa, mas é ainda mais importante quando se deixa um Barcelona de fora, porque isto vai correr mundo”, disse o treinador do Benfica, Jorge Jesus, após o triunfo por 2-0 frente ao Dínamo Kiev no Estádio da Luz, na 6.ª jornada do grupo E da Liga dos Campeões. Com a derrota dos catalães em Munique, o Glorioso confirmou a qualificação para a fase eliminatória da prova.

Adversário nos ‘oitavos’? Não tenho preferência, mas já sei que nos vai sair uma das equipas mais fortes. Vou e vamos acreditar que podemos passar aos quartos de final, independentemente de quem nos calhar”, comentou o treinador numa breve antevisão do sorteio de segunda-feira, 13 de dezembro (11h00), na sede da UEFA, em Nyon. Os possíveis adversários do Benfica são: Ajax (Países Baixos), Juventus (Itália), Liverpool (Inglaterra), Manchester City (Inglaterra), Manchester United (Inglaterra), Real Madrid (Espanha) e Lille (França).

Gilberto

10 jogos de Champions: um percurso “espetacular”

“Contando as eliminatórias e a fase de grupos, disputámos 10 jogos nesta Liga dos Campeões, fizemos um percurso espetacular. Ganhámos cinco jogos, empatámos três e perdemos dois. E perdemos com quem? Com o Bayern Munique, a equipa mais forte do mundo na atualidade. Agora, toda a gente ligada à Champions vai perceber porque é que o Barcelona ficou de fora – e quem tirou o Barcelona da Champions foi o Benfica! Isto, para o Clube, é muito bom no plano internacional. Estamos entre as 16 melhores equipas da Europa. Vamos esperar pelo sorteio de segunda-feira. Não tenho preferência, mas já sei que nos vai sair uma das equipas mais fortes. Vou e vamos acreditar que podemos passar aos quartos de final, independentemente de quem nos calhar. Os jogadores do Benfica estão de parabéns, merecem este apuramento, fizeram uma fase de grupos espetacular.”

Benfica-Dínamo Kiev

Análise: o rendimento da equipa

“Foi um Benfica muito forte na primeira parte, que foi à procura da vitória, porque só isso é que poderia proporcionar o apuramento para os oitavos de final. Agradecer também ao Nagelsmann [treinador do Bayern Munique, que ganhou ao Barcelona] pela ajuda que nos deu. Na primeira parte fizemos dois golos e jogámos a maior parte do tempo no meio campo adversário. Esta equipa do Dínamo Kiev tem seis titulares da seleção da Ucrânia, mais os outros que são habitualmente convocados. E a seleção da Ucrânia está como Portugal, na disputa do play-off de apuramento para o mundial. Não é uma equipa qualquer, e na segunda parte deu-nos mais problemas. É verdade que, da primeira para a segunda parte, mudámos um pouco a nossa pressão. Senti que a equipa já não tinha todo aquele gás dos primeiros 45 minutos para ter uma pressão constante, alta. Baixámos um pouco a nossa zona de pressão, mas tivemos alguma dificuldade. Com as substituições e com a ajuda dos adeptos a equipa foi melhorando.”

Benfica-Dínamo Kiev

Oitavos de final “ainda mais importantes”

“Nada muda com esta vitória, os objetivos do Benfica continuam intactos. O nosso primeiro objetivo era entrar na fase de grupos da Champions. Depois, quando nos saíram o Bayern e o Barcelona na fase de grupos, toda a gente nos pôs fora, mas nós acreditámos que teríamos uma chance de passar esta fase de grupos, felizmente conseguimos, mas nada muda. (…) Passar aos oitavos de final é muito importante para qualquer equipa, mas é ainda mais importante quando se deixa um Barcelona de fora, porque isto vai correr mundo. A imagem do Benfica vai ser reforçada, tal como a dos seus jogadores e a do seu treinador.”

Yaremchuk

Yaremchuk vai “ajudar muito”

“Este foi um dos melhores jogos de Yaremchuk pelo Benfica. Marcou um golo, quando teve de segurar e de jogar de costas para a baliza adversária deu continuidade ao jogo e alguns movimentos dele para o espaço criaram profundidade. Saiu porque fisicamente já estava com alguma dificuldade. Nos últimos dias não treinou tanto devido a um problema muscular. Sabia que ele não podia jogar os dois jogos seguidos, contra o Sporting e contra o Dínamo Kiev, e alternámos. Gostei muito do jogo que fez, é um jogador que nos vai ajudar muito nos objetivos da equipa.”

Leave a Reply