Águia ferida joga futuro na Champions com feridas por sarar

Os dias que se seguiram à derrota com o Sporting não estão a ser fáceis para jogadores e equipa técnica do Benfica. No sábado, o plantel apresentou-se no Seixal dominado por um ambiente carregado, naturalmente provocado por resultado e exibição muito negativos, mas os titulares fizeram apenas treino de recuperação. Domingo houve folga e ontem o treinador começou a preparar o duelo com os ucranianos da última jornada de fase da Liga dos Campeões.

A ferida do dérbi ainda está bem aberta no Benfica. Sobretudo por prevalecer a consciência em todos de que a superioridade do Sporting foi inquestionável. Mesmo sem o defesa-central Coates e o médio Palhinha, dois dos mais influentes jogadores da equipa, os leões foram mais equipa, tiveram ideia e estratégia que faltaram aos encarnados. 

Jorge Jesus apresentou-se, como habitualmente, bem cedo no Seixal, para preparar o treino e, consequentemente, a estratégia para o duelo com os ucranianos. O treinador não quer os jogadores agarrados ao dérbi, antes a pensar no jogo com o Dínamo Kiev, no qual os encarnados podem qualificar-se para os oitavos de final da Liga dos Campeões – têm de vencer e esperar que o Barcelona não vença o Bayern, em Munique. E a mensagem é mesmo dar o passo em frente, pensando, para já, no Dínamo Kiev.

Um triunfo poderá contribuir para aliviar a pressão imediata.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.