Flamengo ainda pensa em Jorge Jesus para regressar aos títulos em 2022

Marco Braz, diretor desportivo do Flamengo, foi questionado pela imprensa sobre o próximo treinador, falou sobre Jorge Jesus e garantiu que não haverá novidades antes do final do Brasileirão, segundo escreve o Globoesporte

Marco Braz, diretor desportivo do Flamengo, foi questionado pela imprensa sobre o próximo treinador, falou sobre Jorge Jesus e garantiu que não haverá novidades antes do final do Brasileirão, segundo escreve o Globoesporte

«Jorge Jesus tem contrato em vigor, tem dois compromissos importantíssimos nos próximos 20 dias. Não vou falar de Jorge Jesus, até pela situação dele no Benfica neste momento. É um treinador que teve sucesso no Flamengo, que tem grande ligação com os adeptos, até pelo que ganhou aqui. Vamos dar tempo ao tempo. Sem estar na inércia, mas com calma. Vamos ter uma equipa técnica para 2022 de modo a podermos regressar aos títulos», começou por dizer. 

«[Jorge Jesus] não é um plano, é uma opção. Mas só vamos tomar decisões depois de acabar o campeonato brasileiro. Temos dois jogos, contra o Santos e o Atlético Goianense. Não há nenhum empresário a procurar treinador, é o departamento de futebol do Flamengo», acrescentou.

Com a saída de Renato Gaúcho após a derrota na final da Libertadores, com o Palmeiras de Abel Ferreira, o Flamengo termina a época sob o comando de Mauricinho, que já orientou a equipa na vitória frente ao Bahia e no empate com o Sport.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.