DGS permitiu jogadores da B SAD jogarem contra o Benfica contaminados com a Ómicron

A Ómicron, nova variante do SARS-CoV-2 descoberta na África do Sul,  fez mudar o protocolo para o surto de Covid-19 no Belenenses SAD mas a Liga não terá sido informada pela Direção-Geral da Saúde (DGS) dessa alteração. É por isso que o organismo liderado por Pedro Proença solicitou, «com caráter de urgência», uma reunião com a Secretaria de Estado da Saúde, Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto e à Direção-Geral da Saúde, como se leu no comunicado divulgado ontem.

Ao contrário do que se verificou em situações recentes com outras equipas, em que os que testavam negativo iam a jogo e os positivos ficavam em casa, a delegada de saúde de Lisboa e Vale do Tejo decidiu colocar todos os jogadores dos azuis em isolamento quando percebeu que havia muitos positivos uma semana depois do regresso de Cafú Phete da África do Sul, após os compromissos pela seleção.

No entanto, a mesma delegada de saúde permitiu que quatro jogadores abandonassem anteontem o isolamento para participarem no jogo frente ao Benfica, por terem estado infetados com o novo coronavírus há menos de seis meses e porque testaram negativo. Os jogadores em causa são Calila, Eduardo Kau e os dois guarda-redes (João Monteiro, que jogou a médio, e Álvaro Ramalho).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.