Site icon TerceiroAnel.blog

Benfica B foi à Reboleira golear o Estrela por 6-3 e assumir a liderança da Liga 2

Advertisements

A curta viagem do Benfica B ao Estádio José Gomes, na Reboleira, teve um desfecho a contento dos objetivos. A equipa comandada por Nélson Veríssimo venceu por 3-6 no reduto do Estrela da Amadora, na 12.ª jornada da Liga 2, e, acumulando 26 pontos, ocupa a primeira posição da tabela classificativa.

Com o treinador do Benfica, Jorge Jesus, a assistir na tribuna, o início da partida foi favorável aos da casa, que se adiantaram no marcador logo ao minuto 3 (1-0), numa finalização de Diogo Salomão (ficou a dúvida se teria feito jogo perigoso no despique com Sandro Cruz).

O Estrela da Amadora perdeu um dos seus elementos ao minuto 11. André Duarte atingiu Tiago Gouveia e foi expulso (cartão vermelho direto). Pouco depois, o Benfica B (que contou com Paulo Bernardo no meio-campo) beneficiou de um pontapé de penálti e, numa execução fria de Henrique Araújo, empatou (1-1 aos 16′).

As jovens águias passaram para a frente aos 33′, numa jogada em que Henrique Araújo se desmarcou na área pela direita e assistiu para a conclusão de Tiago Gouveia junto ao poste mais distante (1-2).

Os tricolores repuseram a igualdade ao minuto 40, com Sérgio Conceição a tirar partido de uma bola longa para as costas da defesa encarnada (2-2), mas o Benfica B voltou ao ataque para faturar o 2-3 aos 44′, no culminar de uma excelente iniciativa de Tiago Gouveia pela esquerda, junto à linha de fundo. A bola entrou entre o guarda-redes Tabuaço e o poste mais próximo.

No segundo tempo, Afonso Figueiredo, por acumulação de cartões amarelos, foi expulso e o Estrela ficou reduzido a nove unidades. O Benfica B manteve o equilibrio e a serenidade, aumentando a diferença para 2-4 aos 61′ por intermédio de Henrique Araújo, a passe (assistência) de Umaro Embaló.

Ainda houve espaço e tempo para mais dois golos do Benfica B, com remates na grande área desferidos pelos recém-entrados Luís Lopes (74′, 2-5) e Jair Tavares (86′, 3-6). De permeio, os estrelistas reduziram através de Tiago Melo, numa emenda na pequena área (3-5, na altura).

DECLARAÇÕES

Nélson Veríssimo (treinador do Benfica B): “O futebol também acaba por ser um bocadinho o que hoje [segunda-feira] se passou aqui, é mais uma etapa no processo de crescimento deles [jogadores] individualmente e no nosso enquanto equipa. Não foi o jogo que nós queríamos em função das incidências que teve, mas, acima de tudo, sublinhar o comportamento da nossa equipa neste campo difícil, contra um bom adversário. Para além dos golos que fizemos, acabámos por sofrer três, uma situação que, com a vantagem numérica que tínhamos, não devia ter acontecido. Foi um jogo atípico em que conseguimos vencer num campo difícil, com o adversário em desvantagem numérica, mas foi importante conquistar os três pontos, para além da experiência, para a nossa equipa, de jogar neste estádio com este ambiente.”

Henrique Araújo (avançado do Benfica B e “Homem do Jogo”): “Foi uma excelente exibição, um jogo com nove golos é muito bom. Estamos muito satisfeitos. É um terreno onde é difícil jogar e estes três pontos vão valer muito.”

Tiago Gouveia (avançado do Benfica B): “Viemos com a intenção de somar os três pontos. Fizemos o nosso trabalho e vamos satisfeitos para casa, porque ganhámos os três pontos num campo muito difícil, com uma massa adepta que puxa muito pela equipa, um ambiente muito bom. Saímos com os três pontos e isso foi o mais importante.”

E. Amadora-Benfica B
3-6
Estádio José Gomes
Onze do Benfica B
Svilar, Fábio Baptista, Tomás Araújo, Pedro Álvaro (Miguel Nóbrega, 33′), Sandro Cruz, Rafael Brito (Diogo Capitão, 70′), Paulo Bernardo, Martim Neto (João Neto, 77′), Umaro Embaló, Tiago Gouveia (Jair Tavares, 70′) e Henrique Araújo (Luís Lopes, 70′)
Suplentes
Carlos Santos, Filipe Cruz, Miguel Nóbrega (33′), Diogo Capitão (70′), Ronaldo Camará, João Neto (77′), Jair Tavares (70′), Henrique Pereira e Luís Lopes (70′)
Ao intervalo2-3
Golos do Benfica B
 Henrique Araújo (18′ gp e 61′), Tiago Gouveia (33′ e 44′), Luís Lopes (74′), Jair Tavares (86′)
Boletim clínico
Pedro Ganchas (síndrome pubálgico) e Cher Ndour (entorse na tibiotársica esquerda)

Exit mobile version