Jorge Jesus rejeita argumento de um Barcelona fraco e dá garantia de jogar para ganhar

É com tudo em aberto que o Benfica vai a Camp Nou, esta terça-feira, dia 23 de novembro, às 20h00, medir forças com o Barcelona. Na antevisão à 5.ª ronda da fase de grupos da Champions, Jorge Jesus sublinhou que “o resultado que interessa é ganhar”, reiterando de seguida: “Vamos jogar a pensar a nós.”

Em conferência de Imprensa no Benfica Campus, o treinador disse esperar uns culés com “um ambiente favorável”, agora que têm Xavi Hernández no comando; tem noção que as águias jogam para dois resultados, mas alerta que “é uma final para o Barcelona e para o Benfica”; revelou que Nemanja está ausente do duelo e deu conta do regresso de João Mário; e não abriu o livro sobre que trio de ataque vai a jogo.

Que Barcelona espera, agora que tem um treinador novo?

Não espero um Barcelona, por ter um novo treinador, com ideias diferenciadas. Quem é formado naquela casa, como o Xavi [Hernández], sabe qual é a ideia do sistema daquela equipa. Tanto com o [Ronald] Koeman, como com o Xavi joga-se em 4x3x3. Agora, cada treinador dá dinâmicas e escolhe jogadores diferentes. A chegada de Xavi traz um ambiente favorável que deixa a equipa mais confiante. Mas continua a ser uma grande equipa, com jogadores que podem desequilibrar ofensivamente a qualquer momento. Jogando em Camp Nou e com adeptos vai ficar ainda mais difícil. O ambiente é bom para o Barcelona, mas também para o Benfica, porque todas as grandes equipas gostam de jogar num estádio com muitos adeptos, bonito, e é isso que vai acontecer.

Jorge Jesus

“Ir a Barcelona com a possibilidade de passar para os oitavos de final quando ainda faltam dois jogos é motivo de orgulho para o Benfica, para os jogadores e para o treinador”

Jorge Jesus, treinador do Benfica

Em 2012, o Benfica, comandado por si, precisava de ganhar em Barcelona e empatou [0-0]. Amanhã [terça-feira] vai arriscar mais?

O cenário é diferente. Amanhã [terça-feira], se empatarmos 0-0 podemos ser apurados. Claro que ficamos à espera de terceiros, mas esse resultado é mais negativo para o Barcelona do que para o Benfica. Vamos à procura de jogar para ganhar, sabendo que vamos estar durante o jogo apertados defensivamente, porque todas as equipas passam por isso em Camp Nou, e, porque o Barcelona tem muita posse de bola. No Estádio da Luz ganhámos 3-0, algo que poucas equipas fazem ao Barcelona. Temos uma chance para passar esta fase. Se perdermos, não temos hipóteses; se ganharmos, ficamos cada vez mais perto; se empatarmos, dependemos do que aconteça no Bayern-Barcelona. Estamos, até à última jornada, caso o resultado seja 0-0 – foi neste que falou ao recordar o que se passou há nove anos –, na luta pelos oitavos de final. Ir a Barcelona com a possibilidade de passar para os oitavos de final quando ainda faltam dois jogos é motivo de orgulho para o Benfica, para os jogadores e para o treinador. Estamos a disputar uma fase de grupos com um adversário que é candidato a ganhar a Champioins, apesar de andarem a dizer que está mais fraco. Perdeu o Messi? Ok, é um dos melhores do mundo, mas o Barcelona continua a ter muita qualidade em termos de jogadores de topo no mundo e a ser uma das melhores equipas do mundo.

Nemanja saiu com algumas queixas no último jogo. Como está o plantel?

O Nemanja é um dos jogadores que está fora de jogo. Todos os outros, tirando Rodrigo Pinho e Lucas Veríssimo que foram operados, e Diogo Gonçalves, que continua a ter o problema antigo… Todos os outros jogadores estão prontos para ir a jogo.

João Mário está apto para este jogo?

O João [Mário] vai estar convocado e acreditamos que vai estar no jogo. As indicações têm sido boas e, se assim for, estamos a pensar desta forma.

Jorge Jesus

“O Barcelona continua a ter muita qualidade em termos de jogadores de topo e a ser uma das melhores equipas do mundo”

No Estádio da Luz, o Benfica exerceu muita pressão sobre o Barcelona. Pode ser importante fazê-lo neste jogo tendo em conta a estratégia e também porque o Barcelona sentiu dificuldades quando pressionado pelo Espanhol… Acredita que o Benfica pode atuar dessa forma?

Em relação à pressão exercida pelo Benfica no Estádio da Luz, e se vai voltar a fazê-lo amanhã? Vai ser mais difícil, não haja dúvidas. Não vamos fugir da nossa ideia de jogo, que vai ser igual à do Estádio da Luz. O que pode acontecer é essa ideia não entrar no jogo, porque a qualidade do Barcelona pode retirar-nos facilmente a pressão ao jogador da bola. Mas vamos com essa ideia e vamos tentar. Sabemos quando temos de estar numa pressão alta e numa pressão mais baixa. Adaptámo-nos em Lisboa e temos de o saber fazer em Barcelona. Treinámos em função disso.

No jogo no Estádio da Luz jogou com uma dupla de ataque com Yaremchuk e Darwin. Vai jogar com essa dupla, ou vai manter Everton a titular?

Claro que as características dos jogadores podem mudar o sistema, mas não é o caso. As características do Darwin e do Everton mudam um pouco a dinâmica do sistema, mas não o sistema em si. Temos essa noção. Tem a ver com os quatro jogadores que jogam na linha defensiva do Barcelona. Isso vai-me fazer perceber o tridente que vai jogar na frente. Só sei quando o jogo começar, mas, tendo em conta as informações que temos, é uma decisão importante. Podemos ter o benefício de dois resultados, mas um deixa-nos dependentes de terceiros. Vamos jogar a pensar a nós. O resultado que nos interessa é ganhar. Não podendo ganhar, interessa mais empatar do que perder, porque se perdermos ficamos fora dos oitavos de final. Se jogar o Everton e o Darwin não mudamos a questão de ser mais, ou menos ofensivos. É igual! Temos é dois jogadores diferentes, porque um ataca a profundidade e outro tem mais posse, podendo jogar com outra dinâmica e possibilidade de fazer contragolpe.

Jorge Jesus

Vou criar um cenário hipotético: o Benfica ganha em Barcelona, Jorge Jesus e a equipa chegam a Lisboa valorizados. Ao chegar a casa percebe que tem um papel com o convite da Confederação Brasileira de Futebol para assumir a Seleção do Brasil após o Mundial de 2022, no Catar. Qual seria a sua reação?

Hoje sou eu que escolho quem quero treinar. Quando comecei a carreira não era tanto assim. A Seleção do Brasil? Sabe tão bem como eu que nenhum treinador estrangeiro treinou a Seleção do Brasil. Penso que também não vou ser eu, mas qualquer treinador do mundo gostava de treinar a Seleção do Brasil.

Em caso de derrota com o Barcelona, o Benfica fica afastado dos oitavos de final da Liga dos Campeões. Isso pode colocar em causa a sua continuidade no Clube da Luz?

Também me podia perguntar: se o Benfica ganhar, pode ficar qualificado… O que interessa neste momento é que, quando houve o sorteio, 90% das pessoas entendidas no futebol, apostavam no FC Bayern e no Barcelona. Faltam dois jogos e estamos a discutir com o Barcelona a passagem. Amanha [terça-feira] é uma final para o Barcelona e para o Benfica, e isso nada tem que ver com a minha decisão de continuar, ou não no Benfica.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.