Otamendi titular no apuramento da Argentina para o Mundial com polémica à mistura

A Argentina empatou sem golos na receção ao Brasil (0-0), em jogo da 14.ª jornada da zona sul-americana de qualificação. Nicolás Otamendi (Benfica) cumpriu os 90’ pela albiceleste.

Com vários nomes sonantes do futebol mundial em campo (Neymar falhou a partida devido a lesão), o jogo que teve lances de magia de ambos os lados e também algumas polémicas com entradas mais impetuosas, mas nenhum dos conjuntos conseguiu encontrar o caminho para o golo num estádio de San Juan completamente lotado. Um nulo que permitiu às duas seleções manter a invencibilidade nesta prova.

Tite, selecionador do Brasil, não calou a revolta com a arbitragem após o jogo com a Argentina, que terminou com igualdade a zero. Em causa, uma suposta cotovelada de Otamendi (jogador do Benfica) a Raphinha (já passou por Sporting e V. Guimarães).

«Vou tirar a máscara para falar. E vou dizer o que disse no balneário à arbitragem. O [Andres] Cunha é um árbitro extraordinário, a qualidade técnica e a perceção dele são altíssimas, aspeto disciplinar muito alto, mas arbitragem é uma equipa. Quem está no VAR… É simplesmente impossível, vou repetir, é simplesmente impossível, não ver a cotovelada do Otamendi ao Raphinha. Se isso iria determinar no resultado? Não sei», atirou Tite.

«Foi um grande jogo, mas árbitro de alto nível no VAR não pode trabalhar desta forma. É inconcebível. Não é o termo que queria dizer, apenas digo assim porque sou educado», rematou.

Apesar do empate frente ao Brasil (0-0), na madrugada desta quarta-feira, a seleção da Argentina conseguiu carimbar o apuramento para o Mundial Catar-2022, aproveitando o deslize de outras seleções sul-americanas. Ainda assim, os argentinos só se aperceberam do apuramento minutos depois do encontro frente à canarinha ter terminado, com Messi e o selecionar Scaloni ainda em dúvida na sala de imprensa

Uma vitória frente ao Brasil apurava diretamente a Argentina para o Catar, mas, em caso de empate, a seleção albiceleste poderia conseguir na mesma o apuramento com base num conjunto muito específico de resultados. Com a derrota do Uruguai frente à Bolívia (0-3), o empate entre a Colômbia e o Paraguai (0-0) e a derrota do Chile frente ao Equador (0-2), Messi e companhia conseguiram festejar o apuramento já no balneário.

Em declarações após o final do encontro, o selecionador Scaloni ainda teve de confirmar com os jornalistas se, de facto o apuramento estava confirmado, garantindo «muito orgulho na equipa», depois de um ano em que a Argentina se manteve invicta e onde, para além do apuramento para o Mundial, conseguiu conquistar a Copa América.

Já Lionel Messi, garantiu que se sente bem, apesar de não estar com o ritmo indicado para um jogo com elevada intensidade. O astro argentino não conseguiu aparecer muito nas dinâmicas da seleção argentina, mas assegurou: «O importante é continuarmos bem e continuarmos a crescer. Espero que no próximo jogo possamos garantir o apuramento», afirmou Messi, ainda sem saber que o apuramento estava assegurado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.