Trio no ataque veio para ficar no Benfica tal é a veia goleadora

Uma busca incessante pela melhor variante ofensiva. Em 21 jogos concretizados pelo Benfica esta temporada, em todas as provas, Jorge Jesus já utilizou 14 frentes atacantes diferentes, e isto tendo em conta somente os onzes iniciais. Jogando maioritariamente em 3x4x3, o derradeiro trio ofensivo, composto por Rafa, Darwin e Everton, foi inédito também esta época. Jesus optou por colocar os três homens da frente a jogar todos com a mesma velocidade, apostando da exploração da profundidade que o SC Braga desprotegia e a estratégia resultou em pleno, com goleada por 6-1.  

Trata-se, de resto, do enquadramento ofensivo mais produtivo da época. Os três homens da frente que alinharam contra  o SC Braga concretizaram cinco dos seis golos apontados nesse jogo (Grimaldo fez o outro), com uma taxa de concretização muito próxima dos 100 por cento: fizeram seis remates (em 11 no total da equipa) apontando os cinco golos (dois do Rafa, dois de Everton e um de Darwin). Nenhum outro trio ou dupla ofensiva obteve tamanha produtividade. O que lança dúvidas quanto ao enquadramento que Jorge Jesus dará no futuro no que à vertente ofensiva diz respeito, sobretudo numa altura em que Yaremchuk tem atravessado escassez de golos, não marcando desde 25 de setembro, quando bisou em Guimarães.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.