Benfica virou eliminatória na Chéquia e garante presença na Champions de Voleibol

Já está! Que exibição! O Benfica foi à Karlovy Vary Arena, terreno do Cez Karlovarsko, vencer, por 1-3, o encontro da 2.ª mão da ronda 3 de apuramento para a Liga dos Campeões. Qualificação garantida! Histórico!

Ultrapassadas as duas rondas anteriores, eliminando primeiro os estónios do Bigbank Tartu, e depois os finlandeses do VaLepa Sastamala, o Benfica teve pela frente um forte oponente oriundo da Chéquia, aliás, como ficou provado na Luz, na 1.ª mão desta 3.ª e derradeira ronda. Numa partida intensa e onde foi necessário ir à negra, as águias perderam frente ao Cez Karlovarsko, por 2-3… tudo em aberto e para resolver na 2.ª mão, e o Benfica, um enorme e apaixonante Benfica resolveu!

E que grande início de jogo, com as duas equipas a entrarem com tudo e sem que qualquer delas se conseguisse distanciar. Com 10-8 no marcador, Marcel Matz parou o encontro para evitar vantagens maiores, mas os anfitriões continuaram fortíssimos, a conseguirem dilatar e manter a liderança (16-13). Houve luta até ao final do parcial, mas os checos superiorizaram-se e fizeram o 1-0 na partida (25-20).

Voleibol de altíssima qualidade, empates sucessivos e os detalhes a fazerem a diferença, com os pequenos erros a tomarem importância extra. Taco a taco, ponto a ponto, muito equilíbrio… O bloco do Benfica começou a fazer a diferença, bem como o serviço mais assertivo e dois pontos à maior (12-14), obrigando o técnico adversário a pedir time out. Tudo empatado novamente e autêntico rally até às decisões. Aí, mais eficaz e feliz, o Benfica foi melhor, e Japa fechou o 2.º set em 23-25, logo no primeiro set point do parcial. Tudo empatado (1-1, no jogo).

Embaladas, as águias entraram agressivas e cedo se colocaram na dianteira (5-11), perante um adversário, a acusar a pressão de jogar em casa e a não conseguir resolver, cometendo vários erros não muito habituais. Mérito total para o Benfica que os soube provocar e aproveitar. Muito inteligente e a mostrar muita ambição, o Glorioso foi colocando em quadra a qualidade do seu voleibol partindo para um triunfo justíssimo no 3.º set (21-25), colocando-se na frente do jogo: 1-2, e a um set da qualificação direta para a Champions! Sonhava-se na Chéquia…

Quarto set de emoções fortes! E as duas formações sentiram-no, bem como à responsabilidade e importância de vencer o mesmo. A correr atrás do marcador desde o início o Benfica acreditou, acreditou e tudo empatado aos 19 pontos. Impróprio para cardíacos! Nova desvantagem e Zelão, bloco triplo, a fazer o 21-21… Que jogo! Empates sucessivos e foi um enorme e brilhante Benfica aquele que sentenciou o set em 23-25, fechando o jogo em 1-3 e garantindo imediatamente a qualificação direta para a fase de grupos da Liga dos Campeões. Que orgulho! É a segunda vez na história da Secção que se atinge tal feito.

O Benfica ficou agrupado na pool D, juntamente com Berlin Recycling Volleys, Vojvodina NS Seme NOVI SAD e Zenit Saint Petersburg.

DECLARAÇÕES

Marcel Matz (treinador do Benfica): “Foi uma eliminatória extremamente difícil, como se previa, frente a um adversário muito bom, com grandes jogadores, num pavilhão lotado, com uma energia muito positiva para eles e que nós conseguimos transformar isso para o nosso lado. Estou extremamente satisfeito, a equipa é incrível e rende muito. Estamos neste processo ambicioso, sabemos que a Champions é uma competição dura, vamos continuar a evoluir com toda a certeza, enfrentar os melhores e colher os frutos disso. Obrigado a todos os que nos apoiam.”

Marcel Matz

Hugo Gaspar (capitão do Benfica): “Foi, sem dúvida, uma grande vitória, uma prova de superação desta equipa. Nós nunca desistimos dos nossos objetivos, lutamos até ao fim, e foi isso que fizemos e estamos todos de parabéns. Mais uma vez demonstrámos que o que interessa é a vontade de ganhar, a crença, a garra e a união. Conseguimos um grande objetivo e quero agradecer todo o apoio que tivemos dos Benfiquistas. Queremos muito que continuem connosco, esta equipa merece-o muito.”

Voleibol
Cez Karlovarsko-Benfica
1-3
Karlovy Vary Arena
Formação inicial do Benfica
 Zelão, Peter Wohlfi, Japa, Tiago Violas, Hugo Gaspar, André Lopes e Ivo Casas (L)
Suplentes
Bernardo Silva (L), Bernardo Westermann, Lucas França, Aaro Nikula, Pablo Natan e Rapha 
1.º set2.º set3.º set4.º set
25-2023-2521-2523-25

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.