Benfica procura fazer história e vencer primeiro jogo numa fase de grupos da Champions feminina

Conquistar a primeira vitória de sempre na fase de grupos da Liga dos Campeões, após uma caminhada que se iniciou há quatro anos no Campeonato Distrital de Lisboa, é o grande objetivo da equipa feminina de futebol do Benfica, que, na quarta-feira, dia 10 de novembro, recebe o BK Häcken, pelas 20h00, no Benfica Campus, em encontro referente à 3.ª jornada do grupo D da competição. André Vale e Letícia dão conta da “ambição reforçada” para o duelo, reconhecendo o valor do oponente sueco.

Isso mesmo deu conta André Vale, elemento da equipa técnica, que, na antevisão do encontro, fez questão de lembrar a “experiência” e a “mentalidade muito interessante” de uma equipa que perdeu os dois jogos disputados nesta fase da prova.

“No Benfica a pressão para ganhar está lá sempre. Representando este emblema é o que temos de fazer sempre. Temos a certeza que vai ser um jogo muito bom, contra uma das melhores equipas do Norte da Europa. Têm jogadoras internacionais, outras com mais experiência que as nossas a jogar na Liga dos Campeões, têm também uma jogadora nomeada para Bola de Ouro [a atacante Stina Blackstenius] e outras emprestadas por equipas da Liga inglesa, como o Manchester United e o Everton. Vai ser um jogo muito interessante, onde vamos crescer e aprender muito, mas a nossa ambição em casa, perante os nossos adeptos, será sempre a de conquistar os três pontos“, asseverou.

André Vale

Mas o facto de o BK Häcken ainda não ter somado qualquer ponto no grupo, ao contrário do Benfica, que empatou na receção ao Bayern Munique, “não reflete” o valor do coletivo sueco. “É uma equipa com uma mentalidade muito interessante, muito agressiva e joga o jogo pelo jogo contra quem quer que seja, não tem medo de arriscar e isso fez com que não tivessem feito pontos contra o Bayern Munique e Lyon. É uma equipa muito competente, agressiva e fisicamente muito forte. Esperamos um bom jogo, um jogo aberto. As duas equipas vão à procura da primeira vitória, mas esperamos um jogo muito intenso e agressivo no sentido positivo. Também um jogo com muita qualidade, a nossa equipa mais forte a nível técnico e tático, a outra, o BK Häcken, também a nível tático e muito forte fisicamente. Será um duelo de titãs na luta pela vitória”, frisou.

André Vale

Bilhetes para o jogo

Ver mais ›

Certo é que o Benfica não se vai acanhar no momento de se mostrar no jogo, contando também com a ajuda dos Benfiquistas. “Temos de esperar um Benfica que saiba aproveitar os momentos do jogo. Estamos numa fase de crescimento. Há quatro anos estávamos a começar e somos a equipa menos experiente no grupo. Vamos tentar fazer o melhor possível e isso significa aproveitar o que o jogo der, saber sofrer, saber atacar, rapidamente expandir e aproveitar os espaços. É impossível fazer um jogo perfeito em todos os momentos. Historicamente o favoritismo seria do BK Häcken, mas jogamos em casa, perante os nossos adeptos, e temos de assumir o jogo. A pressão é tentar ganhar todos os jogos. A pressão é também tirar o melhor de cada jogo. Os adeptos têm estado presentes, são o 12.º jogador, faz diferença tê-los connosco. Queremos ganhar e proporcionar espetáculo. Todos contam, jogar perante os adeptos é incrível“, concluiu. 

Letícia

Letícia: “É um de dois jogos cruciais”

Letícia mostrou-se também ambiciosa para o duelo frente ao BK Häcken, defendendo que as melhorias em termos físicos na equipa encarnada abrem a possibilidade a que a qualidade técnica das atletas do Benfica possa fazer a “diferença” no encontro. “Sabemos da dificuldade do jogo, da experiência do BK Häcken na Liga dos Campeões, mas jogamos em casa e queremos aproveitar a presença dos adeptos para conquistar os três pontos. Estamos focadas, acredito que nos preparámos bem, o grupo está tranquilo, estamos ansiosas apenas por jogar em casa e dar a vitória aos adeptos. A nossa equipa melhorou em termos físicos, mas a qualidade técnica pode fazer diferença no jogo“, apontou.

Letícia

A internacional brasileira, dona das redes do Benfica, acredita mesmo que as águias ainda podem ter uma palavra a dizer no apuramento para a próxima fase, os quartos de final. “Queremos fazer um bom jogo em casa, se possível muito melhor do que com o Bayern Munique. Penso que podemos fazer um jogo muito melhor, estes dois jogos com o BK Häcken, vão ser cruciais para o que falta na Champions League. Para dar tranquilidade, tentar chegar à última jornada e fazer mais um ponto com o Bayern, de modo a darmos um grande passo para nos classificarmos”, realçou, afiançando que ainda sente ter “muito que conquistar no Benfica”: “Quanto mais jogos de alto nível fizermos, melhor para crescermos. Vamos mostrar a nossa garra e crença! Vamos procurar a vitória!

CONVOCADAS

Letícia Silva, Carolina Vilão, Ana Seiça, Ana Vitória, Andreia Faria, Beatriz Cameirão, Carolina Correia, Carole Costa, Catarina Amado, Christy Ucheibe, Cloé Lacasse, Daniela Santos, Francisca Nazareth, Lara Pintassilgo, Lúcia Alves, Maria Negrão, Marta Cintra, Matilde Fidalgo, Pauleta, Sílvia Rebelo e Valéria Cantuário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.