Jorge Jesus: “Goleada ao Braga começou em Munique”

Com uma exibição de “grande qualidade”, o Benfica goleou o SC Braga (6-1), na 11.ª jornada da Liga Bwin. No final do jogo ocorrido no Estádio da Luz, Jorge Jesus teceu rasgados elogios e deu os “parabéns aos jogadores e aos adeptos” dos encarnados.

Na sala de conferências de Imprensa, o técnico explicou por que razão não lançou Yaremchuk a titular; lembrou que este triunfo foi também “uma resposta a toda a especulação” criada; lamentou as lesões de Lucas Veríssimo, Darwin, João Mário e… Rafa; e falou da estreia de Paulo Bernardo no Campeonato Nacional.

Benfica-SC Braga

Um Benfica muito forte: a análise

“Foi uma vitória brilhante do Benfica. Frente ao SC Braga não é fácil ganhar 6-1. O Benfica esteve muito forte na recuperação da bola, essa também era a ideia. Com os golos, fomos ganhando confiança. Nem tudo foi bom. A lesão do Lucas Veríssimo, segundo me parece, é gravíssima. Fica a exibição do Benfica, o resultado, a forma como acelerávamos o jogo… isso baralhou a estrutura do SC Braga. Marcámos golos de grande qualidade, e isto foi uma resposta a toda a especulação que se criou em torno da equipa do Benfica a fim de pressionar no caso de algo acontecer neste jogo. Estamos preparados e temos jogadores experientes que não vão atrás destas mentiras. O SC Braga é uma grande equipa, bem organizada, mas apanhou um Benfica muito forte. Parabéns aos jogadores e aos adeptos do Benfica.”

Benfica-SC Braga

As razões para um trio de ataque diferente

“Não pus a jogar o Yaremchuk, mas sim o Darwin, porque o Yaremchuk não tem os movimentos tão fortes à profundidade. O Rafa é igual [forte na profundidade]. Depois, para não ter só jogadores em aceleração, havia o Everton para pensar mais o jogo. O SC Braga, e todas as grandes equipas, joga em pressão alta, sem receio e a acreditar na sua capacidade. O SC Braga quis disputar o jogo, e bem. Ao posicionar-se com as linhas mais altas fez com que o Benfica tirasse partido de ter mais espaço.”

Benfica-SC Braga

Várias lesões a lamentar

“Foi uma noite turbulenta em termos de lesões. Para além do Lucas Veríssimo, que foi fazer exames ao hospital, mas deve ser uma lesão grave, há o João Mário, o Darwin e o Rafa. O Rafa, no fim do jogo, apareceu carregado muscularmente e não o podia tirar, porque já tinha feito todas as substituições. Pedi-lhe para aguentar e não correr muito. Só não foi perfeito porque tivemos muitos jogadores lesionados.”

Benfica-SC Braga

Paulo Bernardo em estreia na Liga

“Este miúdo… sabemos que tem talento. Nós olhamos para os jogadores, independentemente da idade. Não interessa se é, ou não, jovem. O Paulo Bernardo tem muito talento e uma condição física muito boa, algo que o ajuda. Teve de esperar o momento dele, lesionou-se no início da época e os jogos na equipa B têm sido muito importantes. Hoje [domingo], parecia que já jogava com esta equipa há um ano. Os jovens com este valor agarram a oportunidade. Tem de aprender outras coisas para crescer como jogador, nomeadamente alguns momentos do jogo que ainda não conhece. O Benfica tem mais um jogador de futuro formado no Seixal.”

Benfica-SC Braga

Elogios à exibição de Everton

“A equipa apareceu mais folgada do que a equipa do SC Braga, porque jogámos com alguma estratégia diante do FC Bayern. Hoje [domingo], apareceu aquele Everton que eu conheço, aquele que tira o adversário da frente com facilidade. Está com confiança, não tem medo de ir no um para um e fez dois bons golos, num deles tirou o Paulo [Oliveira] duas vezes da frente. Fez um excelente jogo.”

Benfica-SC Braga

Esta vitória começou em Munique…

“Porque o Rafa e o Darwin não jogaram de início com o Bayern. O Rafa ainda entrou e jogou uns minutos. Houve cinco jogadores que começaram hoje [domingo] o jogo que não entraram de início em Munique. Isso permitiu que a equipa estivesse mais leve. A diferença no jogo, um dos fatores, foi esta estratégia e os dias de descanso. O Darwin aparece neste jogo a jogar como ponta de lança, devido à sua velocidade, à velocidade do Rafa e pela velocidade de execução do Everton, que não é tão rápido sem bola como os outros dois, mas é rápido com bola.”

Benfica-SC Braga

Dar a volta por cima… a golear

“Nunca fomos atrás da especulação. Quis-se criar uma onde negativa em torno da equipa do Benfica. Não fomos atrás dessas mentiras, porque sabemos o que jogámos e contra quem jogámos, principalmente o Bayern. Hoje [domingo], no balneário, disse aos jogadores para jogarem o que temos jogado, porque, se assim fosse, ganhávamos ao SC Braga. Os resultados não eram bons, mas a qualidade do jogo era boa, e eu sabia que os golos iam aparecer. O problema é que, como não ganhávamos, não valorizavam a qualidade do jogo.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.