Jorge Jesus afirmou na flash interview que fazendo três golos, o Benfica teria de sair com a vitória de Guimarães

Declarações de Jorge Jesus, treinador do Benfica, após o empate, 3-3, em Guimarães, frente ao Vitória, em jogo referente à fase de grupos da Taça da Liga.

Análise: “Foi um excelente jogo, com seis golos, duas equipas que queriam ganhar. O Benfica a ganhar 2-0 e 3-1, seja com que adversário for, não pode deixar-se empatar. O conteúdo do Benfica defensivamente é muito forte. O Guimarães tem algum mérito, o 3-2 foi com um bom cruzamento e um bom cabeceamento. Na segunda parte não fomos a equipa tão forte como na primeira, normal, alguns jogadores que não têm jogado tanto tiveram alguma falta de intensidade para acompanhar alguns jogadores do V. Guimarães. Também é verdade que podíamos ter feito o 3-0 na primeira parte e sofremos o 2-1, são contingências normais do futebol. Seis golos não é muito normal num jogo, mas tinha a ideia que o jogo ia ser com duas equipas que queriam fazer golos, que queriam ganhar, isto é que é jogar futebol. Não houve jogadores a cair para o chão. Isto é que é jogo, isto é que é espetáculo, que os adeptos gostam, foi um excelente jogo, é mais importante. Fazes três golos, tens de sair com uma vitória, como fizemos no campeonato.

Taça da Liga: “Ainda temos uma palavra a dizer, esta dependente do jogo com o Covilhã, esta dependente dele. Se tivesse ganho, bastava ganhar. Não conseguimos mas ainda temos uma chance. Face ao jogo, deveríamos ter saído com uma vitória. O Guimarães jogou muito bem, mas o Benfica tinha de ter capacidade para segurar o resultado e não teve.”

Benfica não conseguiu manter o resultado. Por que razão? “Não conseguiu. Faltou-nos intensidade, principalmente na última meia hora. Mesmo as modificações que fiz não ajudaram muito. O Diogo [Gonçalves] e o Rafa não conseguiram entrar no jogo, mas também não é fácil. [o Benfica] Começou a perder o que foi a qualidade de jogo da primeira parte. Na segunda parte nem conseguimos parar o Guimarães nem sair em contragolpe. O Guimarães também fez por isso, com alterações, modificações táticas. Com as modificações os nossos médios também não conseguiram acompanhar. Weigl não percebeu muito bem o que ia fazer quando entrou, desequilibrou a equipa defensivamente e fez com que sofrêssemos o golo.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.