Triunfo do Voleibol sem espinhas frente ao…SC Espinho

O Benfica venceu o SC Espinho por 3-0, no Pavilhão n.º 2 da Luz, na 4.ª jornada da 1.ª fase do Campeonato Nacional de voleibol, num encontro onde o equilíbrio se desfez sempre a meio de cada um dos sets, caindo para o lado dos encarnados por força do seu bloco e acerto no serviço. 

Dividindo pontos até meio do primeiro set, até perto dos 15 pontos, Benfica e SC Espinho começaram a definir o sentido do encontro no aumento da eficácia do serviço, do bloco e acerto no ataque. E aí, na parte do ataque, o Benfica mostrou a sua força, com Pablo Natan em nível elevado, também no serviço, onde os homens de Marcel Matz foram regulares. O parcial terminou com a maior diferença de pontos (25-19), quando comparado com os restantes.

Bloco

Mas o SC Espinho, que na ronda anterior vencera no terreno do Sporting, entrou forte no segundo set, atingindo uma vantagem de 5-8. Aí, o Benfica quebrou o serviço contrário, acertou no bloco e no momento de servir, encostando em 10-10. Os forasteiros esbarraram na defesa encarnada, falhando no ataque, e Pablo Natan, uma vez mais, em força, mostrou atributos no serviço.

Japa

Se o segundo set começou com vantagem e domínio forasteiro no marcador, aquele que foi o derradeiro parcial do encontro não teve um início distinto. O SC Espinho voltou a chegar aos 5-8, mas aqui Marcel Matz agiu na quebra do ímpeto dos visitantes com um desconto de tempo. O Benfica reagiu, encostou nos 13-13 e virou nos 15-14, aproveitando momentos de alguma desconcentração do rival. Um erro no ataque colocou os encarnados com 19-17, e nem o desconto de tempo solicitado pelo técnico Nuno Coelho impediu o fecho do parcial em 25-22, novamente com um serviço perdido pelo SC Espinho.

O Benfica somou assim a terceira vitória em outros tantos jogos no Campeonato Nacional, voltando a competir no dia 21, às 20h00, no Pavilhão n.º 2 da Luz, frente aos finlandeses do VaLePA Sastamala, para a primeira mão da ronda 2 de qualificação para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

Marcel Matz

DECLARAÇÕES

Marcel Matz (treinador do Benfica): “Foi bom! Um jogo difícil, o SC Espinho cresceu, esperava um jogo difícil contra uma equipa com bons centrais e que atacam bem. Não é fácil de marcar. A sequência de jogos não está a ser fácil, estamos a jogar dois jogos por semana, mas temos um grupo bom. O Nikula entrou, o Pablo Natan também, o Lucas França… Correu bem! Deu para aproveitar o jogo no sentido de construir relação entre os jogadores. Os adeptos compareceram, celebraram e foi mais uma boa experiência.”

Hugo Gaspar
Benfica-SC Espinho
3-0
Pavilhão n. º 2
Formação inicial do Benfica
 Ivo Casas (L), Lucas França, Tiago Violas, Peter Wohlfi, Aaro Nikula, Japa e Pablo Natan
Suplentes
 Bernardo Silva (L), André Lopes, Bernardo Westermann, Hugo Gaspar, João Infante, Eduardo Brito e Zelão
1.º set2.º set3.º
25-1925-2025-22

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.