Moretto recordou noite histórica em que defendeu tudo contra o Barcelona

O dia 28 de março de 2006 ficou gravado na memória de Marcelo Moretto, mas não só… «Ainda no domingo estava a almoçar e foi um homem com o filho de seis ou sete anos à minha mesa, dizendo que eu fora guarda-redes do Benfica e jogara contra o Barcelona, que defendi um penálti de Ronaldinho Gaúcho», contou, sorrindo, o brasileiro de 43 anos, que se encontra atualmente em Portugal e vai trabalhando na área de agenciamento de jogadores.

«Foi um jogo bem difícil, foi um massacre do Barcelona, parecia uma peladinha, jogavam a passo e nós atrás deles. Criaram muitas oportunidades para marcar, mas eu estava numa noite feliz…», explica Moretto, que segurou o 0-0 da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, permitindo ao Benfica sonhar em Camp Nou (derrota 0-2 na segunda mão).

Os tempos são outros, das duas equipas restam as camisolas e até Ronald Koeman está agora do lado contrário. Amanhã estará na Luz mas no banco do Barcelona. «Não me lembro bem do que ele nos disse antes daquele jogo, creio que foi para entrarmos e desfrutarmos, que os favoritos eram eles. Foi assim também quando jogámos contra o Liverpool», explica, sobre os oitavos de final, quando as águias afastaram os reds, então detentores da Liga dos Campeões.

«As coisas estão bem diferentes. Nunca o Benfica teve tantas chances de ganhar ao Barcelona como agora…»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.