Há 30 anos começava o recital do “maestro” Rui Costa

Foi há 30 anos que Rui Costa se estreou de águia ao peito no campeonato. 22 de setembro de 1991. Um domingo como tantos outros. Dia de jogo no Estádio da Luz, onde o Benfica recebia o Estoril para a quinta jornada do campeonato. Que começara mal, com uma derrota em casa, logo na primeira jornada, na receção ao Boavista. Depois, à quarta jornada, novo passo atrás com empate em Alvalade, frente ao Sporting. Até que chega o dia 22 de setembro e, perante 30 mil espectadores nas bancadas de um dia soalheiro de final de verão, as águias assistem a novo empate com o Estoril liderado por Fernando Santos (atual selecionador nacional). Pacheco adiantou os encarnados (51’) mas Voynov empatou logo de seguida (55’).

Foi com o marcador a registar 1-1 que Sven-Goran Eriksson mexeu na equipa, primeiro para lançar Isaías para o lugar de Paulo Sousa (58’), depois, à passagem do minuto 70, então, a estreia de um menino com 19 anos que meses antes se destacara no Mundial de juniores no mesmo palco onde agora se estreava para o Campeonato Nacional. Entrou para o lugar de José Carlos e Rui Costa fez 20 minutos no seu primeiro jogo na equipa principal. E não ficou com boas recordações: presenciou o segundo golo encarnado, apontado por Rui Águas (76’), mas viu também o Estoril empatar dez minutos depois, por Passos, ainda por cima com golo a fazer lembrar aquele que marcara Rui Costa no Mundial de 91.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.