Benfica Campus celebra hoje 15 anos desde a sua inauguração

Benfica Campus está de parabéns! Cumpre 15 anos de vida o centro de formação e treinos do Sport Lisboa e Benfica, o qual, além da missão de acolher o Futebol Profissional, tem sido pedra basilar no desenvolvimento de jovens da formação.

Joia da coroa dos encarnados transformou-se, durante esse período, numa fábrica de produção de talento, que, segundo o diretor geral para a formação do clube, Pedro Mil-Homens, proporcionou a entrada de €500 milhões nos cofres, além de alimentar a equipa profissional. E não só. Na atual edição da I Liga todas as 18 equipas têm jogadores formados ou que passaram pelo Seixal.

A primeira pedra do agora denominado Benfica Campus foi lançada a 14 de janeiro de 2020, então pelo presidente João Vale e Azevedo.

Com uma área de 19 hectares, trabalham diariamente no Seixal 10 equipas – só da formação, há 193 atletas e 43 treinadores e 86 funcionários. Desde 2006, Benfica conquistou 14 campeonatos nacionais na formação – dois de juniores, seis de juvenis e seis de iniciados.

No ano passado, no âmbito de uma conferência da Soccerex, Mil-Homens estimou transferências de jogadores da formação «a rondar os €500 milhões», revelou que o Centro de Formação e Treino custa «€10 milhões/€12 milhões por ano» e anunciou que «o retorno do investimento deste ciclo ronda os €200 milhões/€250 milhões».

Quando, há década e meia, o Benfica Campus foi inaugurado, suprindo assim a lacuna existente desde o início da construção do novo Estádio da Luz anos antes, a excelência e modernidade das novas instalações impressionaram.

No entanto, foi a filosofia anunciada, que para muitos não passava de palavras vãs, que mais expectativas gerou.

Sim, o Sport Lisboa e Benfica passaria a deter uma infraestrutura vanguardista que rivalizava com as melhores a nível mundial, mas a estratégia preconizada extravasava o mero centro de treinos.

Considerou-se então que as instalações, mesmo sendo topo de gama, seriam o mínimo exigível. A complementá-las era implementada uma visão que potenciaria a capacidade desportiva do clube e contribuiria decisivamente para a sua recuperação económica e financeira.

O investimento em recursos humanos, técnicos, tecnológicos e metodologias foi muito significativo e em consonância com o ambicioso plano assumido publicamente. Em todas as decisões imperou sempre o sentido de inovação, uma caraterística nunca abandonada, e a procura constante do cumprimento do desafio de estabelecer o Benfica como uma referência no domínio da formação.

Acresce a criação das escolinhas do Benfica e dos centros de formação e treino do clube espalhados pelo País, essenciais para o recrutamento de talento, além da recente expansão para outros pontos do globo, como é o caso de Kiev, onde Simão, Valdo e Rui Águas marcaram presença na semana passada.

Os resultados estão à vista e são refletidos nos mais diversos indicadores, sucedendo-se os prémios, distinções e peças jornalísticas na comunicação social internacional sobre o Benfica Campus.

Desde logo os muitos atletas formados no Benfica, cujo contributo se revelou fundamental para o sucesso desportivo benfiquista, nomeadamente o feito inédito do Tetracampeonato.

Mas também a extraordinária evolução da situação económica e financeira, em que os capitais próprios da SAD são, no presente, amplamente positivos, superando, inclusivamente, o capital social. O ativo atinge valores outrora inimagináveis (acima dos 500 milhões de euros pela primeira vez) e o passivo foi reduzido a montantes em linha com a fundamental sustentabilidade das contas, em particular o quase inexistente endividamento bancário.

Hoje são vários os jogadores “Made in Benfica” a brilharem na alta roda do futebol europeu, no Benfica e noutros dos grandes clubes europeus, a seleção nacional conta, habitualmente, com uma maioria de futebolistas formados no Benfica e já se tornou norma, nas seleções jovens, o Benfica ser o clube mais representado nas convocatórias, comprovando assim a preservação dos níveis de qualidade atingidos.

O Benfica Campus e o trabalho desenvolvido na última década e meia são motivo de enorme orgulho para os benfiquistas e merece, indubitavelmente, o reconhecimento de todos os que estão atentos ao fenómeno futebolístico.

Esta é uma marca indelével do Benfica dos tempos presentes, sabendo-se que certamente continuará a sê-lo no futuro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.