PSV só consegue conjugar o verbo “ganhar”

Roger Schmidt fez, esta terça-feira, a antevisão do jogo com o Benfica, a contar para a primeira mão do play-off da Liga dos Campeões. O treinador do PSV deixou largos elogios aos encarnados.

«O Benfica é uma equipa muito boa. A maior força deles está na qualidade que apresentam em termos futebolísticos. São muito bons com bolas. Depois têm muitas opções de qualidade no ataque, quer jogue o Yaremchuk ou o Gonçalo Ramos, eles encontram sempre soluções. Vamos ver o 11 que vai entrar em campo, mas tê muitos jogadores internacionais e muito bons. Não vai haver segredos, temos de cumprir taticamente e manter o Benfica longe da baliza, algo que fizemos muito bem nos últimos jogos», explicou aos jornalistas.

Quanto a favoritismo, Schmidt recusou apontar um dos clubes.

«Não me interessa, não faz diferença, nós queremos é ganhar. Acho que o Benfica tem muita confiança e acreditam muitos neles próprios. Nós respeitamos, mas acho que o contrário também acontece. É complicado dizer que eles são a equipa mais complicada que defrontámos esta época, jogámos com o Ajax que também de nível de topo internacional. Vai ser um jogo muito difícil, como foram todos até agora», atirou, abordando ainda as equipas portuguesas: «Há uns anos tinham mais sucesso, mas mesmo assim ainda estão no topo. Sporting, Benfica, FC Porto são boas equipas, jogam sempre bom futebol e nos próximos anos vão ter muito sucesso».

Com um arranque de temporada irrepreensível (conta por vitórias os seis jogos já realizados), o PSV Eindhoven visita o Benfica com a confiança em alta. A garantia foi dada pelo médio neerlandês Marco Van Ginkel.

«Estamos muito confiantes, ganhámos todos os jogos. Agora temos mais um final, que vai ser a dois jogos e estamos ansiosos por começar a jogar. A equipa está a trabalhar bem, temos bons talentos misturados com jogadores experientes e o ambiente está bom», revelou aos jornalistas.

Por último, Van Ginkel deixou ainda alguns elogios ao Benfica.

«Vai ser um bom jogo. Nós gostamos de atacar, o Benfica também e tem uma boa equipa. No sistema deles estão muitos jogadores de ataque. Por norma, conseguimos sempre marcar um golo, depois temos de ter cuidado na defesa, ser muitos organizados e complicar o jogo ao Benfica», atirou, destacando Julian Weigl: «Enquanto médio olho muito para os jogadores da minha posição e eles têm o Weigl, que é um médio que gosto muito».

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.