Magalhães e Silva considera exageradas as medidas de coação a Vieira

Magalhães e Silva, advogado de defesa de Luís Filipe Vieira, considera exageradas as medidas de coação decretadas pelo Ministério Público e aceites por Carlos Alexandre, juiz de instrução criminal responsável pelo caso Cartão Vermelho.

«Estas medidas são manifestamente excessivas em face do que está descrito na indiciação do MP. Não estão indicados factos que constituam crime e digo aqui para as pessoas não comentarem o que não sabem. Se querem comentar os factos deste processo têm de o ler com todo o cuidado. Estas medidas de coação surpreendem-me. Faz pouco sentido que um homem com 72 anos, filhos e netos e toda a vida organizada aqui, tivesse sequer um segundo de tentação de fugir para o estrangeiro. O Ministério Público e o juiz Carlos Alexandre têm um entendimento diferente do meu», disse o advogado à saída do TCIC.

Sobre um possível regresso de Luís Filipe Vieira à direção do clube encarnado, Magalhães e Silva remeteu a decisão para o próprio, não adiantando, também, se irá apresentar recurso da decisão.

Segundo o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), os quatro arguidos são suspeitos de estarem envolvidos em «negócios e financiamentos em montante total superior a 100 milhões de euros, que poderão ter acarretado elevados prejuízos para o Estado e para algumas das sociedades».

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.