Rui Costa responde a ataques de “má-fé” vindos do movimento Servir o Benfica

Rui Costa enviou uma carta ao Conselho de Fiscal em resposta às questões lançadas por um grupo de sócios. Recorde-se que, na manhã desta quinta-feira, um grupo de sócios, entre os quais Francisco Benitez, do movimento Servir o Benfica, questionou este órgão sobre uma alegada violação dos estatutos do clube por parte do vice-presidente das águias.

Através de uma carta, Rui Costa considera a missiva anterior como «má-fé» alega alguma falta de rigor, nomeadamente que a empresa associada à marca Footlab,e da qual é acionista maioritário, é a 10 Events.Lda e não 10 Invest Lda, e que esta «nunca exerceu qualquer atividade de agenciamento de jogadores», mas trata da gestão de instalações desportivas. «Cumpre, ainda, referir que desconheço, em absoluto, qualquer informação tornada pública ou não -a qual será sempre falsa – de uma alegada parceria entre o Footlab e o Benfica», pode ler-se.

O vice-presidente dos encarnados refutou, também, qualquer envolvimento do filho Filipe Costa na intermediação de jogadores para o Benfica. «Posso afirmar que nunca participou em qualquer negociação que envolvesse o Benfica, conforme pode ser demonstrado pelos contratos das atletas identificadas na carta em causa», afirma.

Por último, Rui Costa coloca-se ao dispor para quaisquer esclarecimento que o Conselho Fiscal considere necessário.

Leave a Reply