Rúben Amorim: “Não estou feliz. Queríamos manter a nossa série de invencibilidade”

Rúben Amorim considera que as alterações que promoveu na equipa titular do Sporting foram um obstáculo extra no dérbi com o Benfica.

«Foi um jogo complicado. Primeira parte difícil, podíamos ter criado mais perigo, tínhamos três homens na frente contra três centrais. O Benfica entrou bem, fez três golos, um de bola parada; depois conseguimos marcar. Ao intervalo acreditámos. Voltámos a sofrer no reinício, sofremos um penálti e depois fomos atrás do resultado. A equipa demonstrou muito coração, mostrou a força que tem, fizemos mais dois golos e no final tentámos chegar ao empate», analisou o técnico leonino, na BTV.

João Palhinha e João Mário no banco: «Não me arrependo. Faz parte do nosso crescimento, não nos esquecemos das limitações que temos. Mais vale sofrer agora, que somos campeões, do que no futuro. Não ajudei muito os jogadores porque fiz muitas mudanças, mas eles portaram-se muito bem, crescemos na segunda parte e podíamos ter feito o empate.»

Primeira derrota na Liga: «Obviamente que não estou feliz. Queríamos ganhar, manter a nossa série de invencibilidade. Não conseguimos, mas o mais importante está feito. Ganhámos o campeonato e estamos já a preparar o futuro.»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.