Jorge Jesus considera que apesar de menos remates, o Benfica teve mais oportunidades

“Vitória difícil, mas merecida”, assim começou Jorge Jesus a análise ao triunfo (2-1) diante do Santa Clara, no jogo a contar para a 29.ª jornada da Liga NOS. Apesar das dificuldades, o técnico recordou as “oportunidades” falhadas.

Em conferência de Imprensa no Estádio da Luz, o técnico das águias deixou elogios a um “Campeonato muito competitivo”; esclareceu as razões para a ausência de Taarabt; e considerou que o futebol tem condições para ter público nas bancadas.

Benfica-Santa Clara

Análise a um triunfo complicado

“Foi uma vitória difícil, mas merecida. Sabíamos que ia ser um jogo difícil, tínhamos sinais desta equipa do Santa Clara, um adversário competitivo, que perdeu nos últimos segundos com Sporting e FC Porto. Sabíamos que, para conquistar os três pontos, teríamos de disputar o jogo durante os 90 minutos. Esta equipa tem uma ideia de jogo de ganhar. Não é uma equipa que joga para perder por poucos, vai à procura da vitória, pressiona os adversários e impede, muitas das vezes, que estes tenham alguma qualidade de jogo. Tivemos algumas dificuldades, mas a equipa do Benfica estava preparada, nunca ficou ansiosa e procurou sempre o golo. Falhámos duas ou três oportunidades muito fáceis de concretizar, e as mais difíceis fizemos.”

Onze Benfica

Resultado ou exibição?

“Fiquei satisfeito com as duas coisas. Gostei do jogo do Benfica, gostei da vitória, como é óbvio, e quando vimos de um jogo em que ganhámos 1-5, o ganhar 2-1 parece que não é tão brilhante, mas é brilhante na mesma. O que está em jogo são os pontos e para chegarmos mais à frente não podemos perder pontos, como aconteceu com o Gil Vicente. Hoje [segunda-feira] fomos uma equipa muito mais competitiva defensivamente, ofensivamente continuámos a ter qualidade. Parabéns às duas equipas.”

Benfica-Santa Clara

Campeonato cada vez mais competitivo

“Parabéns aos jogadores do Benfica porque não é fácil ganhar pontos nestes últimos jogos do Campeonato. O facto de o Benfica, nos últimos jogos, ter goleado, não significa que vai golear mesmo jogando em casa. Estas equipas que jogam com outros objetivos são muito difíceis de bater. Tem de se dar mérito a estas equipas e não o contrário, tirar mérito aos ‘grandes’. Estas equipas não são tão grandes, mas equilibram muito o jogo em termos táticos. E têm muitos jogadores bons. Há vários jogadores de qualidade nestas equipas que dizemos mais pequenas. O futebol em Portugal está muito competitivo, ainda bem que é assim e espero que se torne ainda mais competitivo.”

Benfica-Santa Clara

Gestão dos cartões amarelos

“Tínhamos o Diogo [Gonçalves], o Gilberto, o Otamendi e o Julian [Weigl] em risco de suspensão. Tivemos algumas dificuldades no jogo, e principalmente na segunda parte e no corredor central por esse motivo. Decidi meter ali o Chiquinho. Mas a jogada do amarelo ao Weigl não foi pensada, foi uma jogada dividida entre ele e o jogador do Santa Clara; a do Otamendi, estava 2-1, estávamos a defender… mas não peço isso aos jogadores. Os jogos ditam se levam amarelo, não quero saber se é o 4.º ou o 5.º amarelo. Não sei o que é melhor… se é não jogar em Tondela e jogar com o FC Porto ou não. Se não ganharmos ao Tondela, o que vai interessar o resto? Ainda temos o Gilberto e o Diogo que podem ficar tapados por cartões. Não vou gerir nada. Se apanharem amarelo, entra outro. É assim que penso.”

Benfica-Santa Clara

Estádio sem adeptos desinibe adversários

“Este não é um fenómeno do Benfica, apenas. É do FC Porto e do Sporting. Nem sequer é um fenómeno do futebol português, é também do mundo. As grandes equipas como o Real Madrid, Barcelona, Flamengo, Benfica… aquelas equipas com grandes massas associativas e que não têm tido público, sofrem do mesmo problema. Não é só uma equipa. Isto tem a ver com a forma como se olha para o jogo. O Benfica está habituado a ter 60 mil pessoas no Estádio e o adversário olha para o jogo e sabe que não vai ter os 60 mil no Estádio. Isso tem influência no jogo.”

Jorge Jesus Benfica Santa Clara 29.ª jornada Liga NOS

Ausência de Taarabt explicada

“O Taarabt está na altura do Ramadão, estávamos a poupá-lo e mesmo assim ele lesionou-se. Andámos com pinças nestas últimas duas semanas, ele tem jogado. Por mais que eu não o pusesse a treinar durante a semana, na véspera do jogo, num treino de pouca intensidade, numa jogada em que estava a bater bola na baliza, sentiu uma dor muscular e ficou de fora. E penso que não vai ficar de fora só neste jogo… É um jogador que estava num período muito bom, que tem uma forma de jogar que leva a equipa para a frente e que nos faz muita falta.”

Benfica-Santa Clara

Público nos estádios

“[Presença do público nos espetáculos] Se é para uma atividade, também tem de ser para outra. Para mim, deveria haver público porque há condições para isso. Mas como o futebol em Portugal é um problema para os políticos… Ainda bem que permitiram a manifestação do 25 de abril, se pudesse também lá estaria com um cravo na mão. Mas também acho que o futebol tem condições para controlar os espectadores. Há condições, do ponto de vista logístico, para haver público nos estádios. Se houver vontade política, há condições para haver público. Por exemplo, joga o Tondela com o Famalicão quantas pessoas lá estão sem pandemia? Duas, três mil, se calhar nem tantas. Há condições para haver jogos de futebol com o mínimo de público. Os portugueses são um povo que ensina aos outros o que é partilhar e ter regras coletivas. Os políticos portugueses devem estar orgulhosos do povo que têm.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.