Sub-23 do Benfica garantem meias-finais da Taça Revelação às custas do Leixões

Benfica recebeu, nesta tarde de terça-feira, o Leixões, em partida da 2.ª mão dos quartos de final da Taça Revelação. No Benfica Campus, empate a uma bola, com as águias a fazerem valer o resultado da 1.ª mão e a seguirem para as meias-finais da prova (3-2).

Foi em vantagem na eliminatória (1-2), depois de uma reviravolta no marcador, no Estádio do Mar, na 1.ª mão, que o Benfica partiu para esta partida. Primeiros minutos de tranquilidade no campo n.º 1 do Benfica Campus, com as águias a mostrarem quererem pegar nas rédeas do encontro, perante um adversário, que, em desvantagem, queria marcar e tentar inverter o rumo dos acontecimentos.

Aos 13′, lance de perigo para os encarnados, com Martim Neto, na marcação de um livre direto após falta sobre Adrian Bajrami, a colocar Tiago Silva em sentido. O Benfica controlava, mas, aos 16′, num lance muito discutível, o árbitro Bruno Vieira assinalou grande penalidade… suposta falta de Rafael Rodrigues sobre Papelele. Ora, na baliza estava um enorme Samuel Soares e, no frente a frente com Dinho, adivinhou o lado e voou para uma defesa extraordinária.

Benfica-Leixões

Nulo no jogo, vantagem mantida para as águias… Sem grandes oportunidades de golo, aliás, praticamente nenhumas, jogo morno, algo mastigado, com vários lances de bola parada, sem consequências de maior.

Com maior iniciativa, o Leixões terminou a primeira parte por cima do desafio, perante um Benfica com algumas dificuldades na construção, mas a conseguir dar um ar da sua graça nos momentos finais. Destaque, aos 37′, para o bom remate de Gerson Sousa, para defesa atenta de Tiago Silva, e, aos 40′, para o tiro de Tiago Gouveia… por cima da trave. Ao intervalo, 0-0 no Benfica Campus.

Benfica-Leixões

Reentrada a todo o gás do Benfica, com Gerson Sousa com oportunidade soberana para marcar, não fosse Diogo Gomes dar o corpo às balas e dizer “não”. No lance seguinte foi Tiago Gouveia a cabecear, mas a bola a ir direitinha para as mãos de Tiago Silva… Novamente Tiago Gouveia, desta feita de meia distância, a disparar, mas o esférico saiu por cima. Oportunidades claras, faltou a concretização certeira!  

Ora, como diz o ditado popular… à terceira é de vez, e foi! Iniciativa de Tiago Gouveia pela esquerda, muita classe, com o avançado a colocar a bola no buraco da agulha e a reforçar a vantagem do Benfica na eliminatória. 1-0 no Seixal, 3-1 no cômputo das duas mãos.

Segunda parte completamente diferente da primeira! Jogo emocionante, a toda a largura, várias oportunidades e lances de futebol bonito. Benfica a controlar em qualidade, Leixões no tudo por tudo para inverter o resultado. 

Festejos

Na reta final, palavra aos guarda-redes! Samuel Soares, no frente a frente com Papalele, ganhou o segundo duelo da tarde; do outro lado, Tiago Silva também teve de mostrar atributos, negando ao Benfica o ampliar de vantagem.

Aos 87′, na sequência de um lance de bola parada, remate de ressaca de Avelino e empate no jogo. Minutos derradeiros de incerteza e emoção, mas contas feitas, ao apito final, empate a uma bola no jogo (1-1), 3-2 na eliminatória! 

O Benfica carimba assim presença nas meias-finais da Taça Revelação, onde vai defrontar o SC Braga, que garantiu, também nesta terça-feira, o seu passaporte, ao vencer o Marítimo, por 3-2 (6-4 no total das duas mãos). A outra meia-final será disputada entre FC Famalicão e Estoril Praia.

1.ª mão das meias-finais está marcada para as 17h30, na casa dos arsenalistas, na próxima terça-feira, dia 27 de abril.

Benfica-Leixões

DECLARAÇÕES

Luís Castro (treinador do Benfica): “Estou muito orgulhoso da minha equipa. Uma equipa muito jovem. Sabíamos que o Leixões ia apostar tudo, veio com alguns jogadores da primeira equipa e nós sabíamos que isso ia acontecer, é normal, o Leixões queria passar. É uma equipa competente, por isso lutou pelo título até ao fim… Os nossos jogadores, com a idade que têm, mostraram maturidade e uma atitude excelente. Foi um bom jogo entre duas equipas. A partir de agora vamos pensar no SC Braga, que é o próximo adversário.”

João Tomé (jogador do Benfica): “Mostrámos a nossa qualidade, o jogo que gostamos de jogar e podíamos ter feito mais um ou dois golos. Saímos desta eliminatória por cima e já estamos a pensar no próximo jogo. O início de jogo foi mais dividido, mas adaptámo-nos bem e conseguimos uma segunda parte muito forte. O segredo foi o espírito de equipa. Se estivermos todos juntos e lutarmos todos para o mesmo vamos ter muito sucesso.”

Benfica-Leixões
Benfica-Leixões
1-1
Benfica Campus
Onze do Benfica
Samuel Soares, João Tomé (Diogo Spencer, 75′), António Silva, Adrian Bajrami, Rafael Rodrigues (António Ribeiro, 46′), Henrique Jocu, Martim Neto (Cher Ndour, 66′), Pedro Santos, Gerson Sousa, Tiago Gouveia (Henrique Pereira, 75′) e Luís Semedo (João Resende, 66′)
Suplentes
Pedro Souza, Diogo Spencer (75′), António Ribeiro (46′), Luís Montenegro, Nuno Félix, Cher Ndour (66), Henrique Pereira (75′), Vasco Paciência e João Resende (66′)
Ao intervalo0-0
Golo do Benfica
Tiago Gouveia (54′) 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.