Jorge Jesus queixou-se do anti-jogo dos gilistas permitida pelo árbitro

Jorge Jesus, treinador do Benfica, reconheceu a exibição menos conseguida das águias na derrota (1-2) frente ao Gil Vicente, mas também se mostrou bastante crítico do que considerou ser o «antijogo» dos gilistas no Estádio da Luz.

«Com esta derrota complica a recuperação que temos vindo a fazer. Empatar ou perder não é a mesma coisa. A perder por 0-2 tentámos recuperar a desvantagem. A primeira parte do Benfica não foi boa, a nossa primeira linha de pressão não conseguiu parar as saídas do Gil Vicente. Na segunda parte, com a alteração tática que fizemos, a equipa começou a ter mais poder no jogo, mais gente na frente. Acabámos por sofrer o segundo golo e são os golos que decidem os jogos. Fizemos uma boa segunda parte, tivemos algumas situações de golo. O adversário foi acreditando, também com muito antijogo depois de estar a ganhar. Os jogadores do Gil Vicente, cansados e com cãibras, e o árbitro pára o jogo. Não se pára o jogo por isto, normalmente só quando há um choque de cabeças. Agora, de cada vez que um jogador esteja cansado temos de parar o jogo. Isso também tirou ritmo de jogo e intensidade ao Benfica. O Gil Vicente fez o que o árbitro permitiu. É por isso que somos uma das piores ligas da Europa», argumentou, em declarações à BTV.

«Em Portugal, os guarda-redes tiram 10 a 15 minutos de jogo e só no último segundo é que os árbitros mostram cartão amarelo. Assim é impossível haver mais tempo de jogo. Mas não foi por aí que perdemos. Os jogadores acreditaram sempre, arriscámos o que tínhamos de arriscar. Este resultado vai tirar-nos desta marcha de recuperação, não só perdemos como sofremos golos. Agora há que pensar no próximo jogo», apontou Jorge Jesus.

Impacto da derrota: «Perdemos pontos em relação aos nossos adversários. Em relação ao próximo jogo tudo se vai alterar, temos vários dias para falar sobre o que aconteceu neste jogo. Dar os parabéns ao nosso adversário, porque ganhou. Não é o Benfica que tem de mudar, têm de mudar vários parâmetros em Portugal. Há muito antijogo e os árbitros consentem.»

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.