Jorge Jesus satisfeito com resultado e exibição num campo habitualmente difícil

Com a equipa em bom momento de forma, Jorge Jesus assegurou que o Benfica vai dar tudo até final da temporada. O treinador mostrou-se confiante no coletivo, isto depois da goleada no Estádio Capital do Móvel, diante do Paços de Ferreira (0-5), no jogo da 26.ª ronda da Liga NOS.

Em conferência de Imprensa, o técnico comentou o lance que resultou na expulsão de Eustáquio, falou sobre o rendimento de Seferovic, que, com dois golos – e duas assistências –, se assumiu como melhor marcador da Liga NOS e deixou ainda um agradecimento aos adeptos.

Paços de Ferreira-Benfica Liga NOS

Análise ao jogo

“Sabíamos que íamos ter um jogo complicado. Jogar aqui é sempre difícil e ainda para mais neste ano em que o Paços está a fazer uma excelente época. O Benfica entrou forte no jogo. O facto de o Paços de Ferreira ter menos um jogador contribuiu para que o jogo do Benfica se tornasse mais fácil, mas, para além disto, aos quatro minutos ainda houve uma grande penalidade sobre o Luca Waldschmidt. Estou a falar da arbitragem porque ganhámos 0-5, senão, não dizia nada. Foi mais uma grande penalidade que este árbitro não marcou a nosso favor. Já é a terceira vez. O Benfica soube tirar vantagem do facto de ter mais um jogador. Às vezes o facto de se ter mais um jogador acaba por não ser representativo no jogo. Ainda hoje [sábado] vi o Manchester City contra o Leeds United, e o Leeds, com menos um jogador, conseguiu ganhar ao City. Uma noite muito forte do Seferovic, que, além dos dois golos, ainda fez duas assistências. Foi um Benfica confiante, tranquilo e seguro. O Eustáquio colocou a equipa do Paços de Ferreira a jeito e nós aproveitámos. Agora temos de pensar já no próximo jogo.”

Weigl

Entrada de Eustáquio sobre Weigl 

“Não coloco em causa o profissionalismo do Eustáquio, não o conheço, nunca trabalhei com ele. Aliás, o treinador dele diz que se trata dos melhores profissionais que treinou. Mas a jogada que ele fez ao Weigl… Eu fui jogador muito anos, mais anos do que ele tem de carreira. Eu sei o que é entrar com intencionalidade. Há algumas jogadas destas em que chegamos tarde e tocamos no adversário sem intencionalidade. Esta não. A bola estava em baixo e o joelho do Weigl em cima. Ele [Eustáquio] tem sido uma referência do Paços de Ferreira e não ponho em causa o profissionalismo. Um jogador com a qualidade do Eustáquio normalmente não faz aquilo. Acho que não foi por querer. Agora, que ele foi ao sítio onde não estava bola, foi. Foi bem expulso. Mas vai continuar a ser um bom jogador porque ele tem qualidade. A perna do Weigl não quebrou, mas está bem vincada a entrada do Eustáquio. Já passou. É assim que os jogadores também aprendem. Se não se dissesse nada, ele ia achar que foi normal, mas não foi. Da próxima vez já não faz, tenho a certeza.”

Paços de Ferreira-Benfica Liga NOS

Circulação de bola com celeridade

“Há momentos de jogo, face ao nosso sistema tático, em que por vezes precisamos de circular a bola mais rapidamente para que ela tenha uma largura mais rápida e para que o adversário, com menos um jogador, não tenha tempo de fechar o espaço. Os jogadores do Benfica, ofensivamente, em qualquer momento do jogo podem fazer um golo. Estão fortes, confiantes e fizeram algumas jogadas muito bonitas, como já haviam feito no outro jogo com o Marítimo. O que passei à equipa, ao intervalo, foi que tínhamos de ir à procura de mais golos. Tínhamos de colocar mais qualidade e velocidade. Fizemos algumas boas jogadas, mas tenho de dar também os parabéns ao guarda-redes do Paços de Ferreira, que fez grandes defesas e tirou alguns golos ao Benfica.”

Otamendi

Sistema de três centrais

“A equipa está com intensidade, confiança e é verdade que nos primeiros jogos jogámos num sistema diferente daquele em que estamos a jogar, alternado, nestes últimos jogos. Já tive oportunidade de dizer o que penso sobre o futuro do futebol na minha perspetiva de treinador, e hoje jogámos com uma estrutura de três no corredor central, mas se calhar no próximo jogo já vamos com uma estrutura de dois e num sistema diferente. Para mim, é isso que é a evolução do futebol e a minha como treinador. Isto tem tudo a ver com a nossa estratégia para o jogo. Hoje julgámos que era melhor jogarmos neste sistema, porque eu achava que o Paços de Ferreira tinha o corredor central muito forte. Também quis testar mais minutos com os três.”

Seferovic

Seferovic, melhor marcador da Liga NOS

“A subida de rendimento tem a ver com mais tempo de treino, isto num jogador que fisicamente, devido à COVID-19, perdeu seis quilos. Agora começou a trabalhar com mais horas, mais dias, falei com ele sobre alguns movimentos que queria ou não que ele fizesse… E não é nada de anormal os avançados que trabalham comigo serem os melhores marcadores dos campeonatos. Se o Seferovic não for é que é anormal para mim. Ele está moralizado, mostra qualidade na decisão, não é um jogador que faz só golos, fez duas assistências.”

Darwin

Emoção de Darwin com o golo

“Ele é um miúdo muito humilde, tem 21 anos. O Benfica, para o Darwin, é um salto muito grande após ter jogado no Almería, em Espanha. Ele não deixa é de ter grande qualidade, que foi aquilo que fez nas primeiras jornadas. A partir daí teve, e ainda tem, uma lesão que o incomoda um pouco em alguns movimentos de velocidade e travagem. Isso tirou-lhe alguma confiança. Não ter jogado, para ele, também foi confuso, mas vai ultrapassar este momento. Começando a jogar mais, vai voltar ao mesmo. Ele tem umas qualidades muito fortes.”

Futebol

Na luta no topo até ao fim

“Nós olhamos, como é óbvio, para quem está à nossa frente, mas olhamos muito mais para o segundo classificado. Porquê? Porque não estamos dependentes. Para alcançarmos o Sporting, estamos dependentes de outros e não dependente dos jogadores do Benfica. O segundo lugar já depende só dos jogadores do Benfica. Queremos chegar perto dos nossos rivais, temos dois rivais à nossa frente. Isso faz parte do final do Campeonato, que vai ser muito disputado, com o SC Braga também próximo do Benfica. Vai ser um final de Campeonato diabólico, principalmente para FC Porto, Benfica e SC Braga. O Sporting tem uma vantagem confortável, não sei como vai geri-la. O que estamos a fazer é procurar os rivais que estão à nossa frente, e nos últimos jogos tem acontecido isso.”

Obrigado aos adeptos pela receção à equipa

“Já não estava habituado a estas receções dos adeptos à equipa. Claro que não foi no estádio porque não podia ser, mas foi nas estradas e, principalmente, na nossa chegada a Paços de Ferreira. Fez-me lembrar os outros anos em que estive aqui no Benfica. Para eles, muito obrigado.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.