Futsal sai goleado na final da Taça da Liga pelo Sporting

O Pavilhão Multiusos de Sines foi o palco da final da 6.ª edição da Taça da Liga de futsal. No jogo decisivo, o Sporting derrotou o Benfica, por 6-2. 

As duas equipas chegaram a esta final após terem deixado pelo caminho Portimonense e Fundão, no caso do Sporting, e Leões de Porto Salvo e Modicus, no caso do Benfica. A formação masculina das águias é a segunda a lutar pela conquista da Taça da Liga em Sines, isto depois da conquista no feminino ao início da tarde. 

terceiro dérbi de 2020/21, o primeiro que não conta para a Liga Placard, começou muito intenso, com muitos duelos individuais e com Guitta, na baliza do Sporting, a negar por duas vezes o golo aos encarnados nos primeiros cinco minutos da final. Os encarnados pareciam estar melhor, mas foram os verdes e brancos a inaugurar o marcador, aos 7′, por Merlim, que bateu André Correia, com um tiro do meio da rua. 1-0 em Sines!

Sporting melhorou com o golo obtido e, aos 11′Zicky Té primeiro e Cavinato depois a estarem perto do golo. O Benfica estava nervoso e, aos 12′, foi Merlim que viu André Correia fora da baliza e tentou finalizar, mas Robinho antecipou-se. Perante o que se passava na quadra, Joel Rocha era obrigado a pedir pausa técnica. No recomeço, Fábio Cecilio a testar a atenção de Guitta. 

A seis minutos do intervalo, o Benfica apostou no 5×4, com Rafael Henmi como guarda-redes avançado, situação que obrigou Guitta a mais uma vistosa intervenção. Na resposta, aos 16′, Rocha trabalhou de costas para a baliza, virou-se e disparou um míssil travado por André Correia. As águias apostavam no 5×4 para tentar o empate, mas foi o Sporting a fazer o 2-0, aos 19′Rocha voltou a trabalhar bem sobre Nilson no corredor esquerdo, virou-se e rematou para os festejos. Ao intervalo2-0 em Sines. 

A segunda parte começou como acabou a primeira: com um golo do Sporting. Zicky Té ganhou a frente a Afonso Jesus, enquadrou-se com a baliza e rematou para o 3-0, aos 21′. Bola ao centro, jogada dos leões e novo golo. Zicky Té recebeu de costas para a baliza, assistiu Pauleta que, no frente a frente com André Correia, fez o 4-0 (23′). Perante a entrada super eficaz do Sporting, o Benfica tentava responder… 

A partir daqui, os verdes e brancos recuaram as linhas, deram mais posse de bola ao Benfica, mas Guitta continuava a evitar, tal como fez ao remate de Arthur, aos 27′. Para os últimos 10 minutos do dérbi, Joel Rocha apostou no 5×4, mas, desta feita, com Robinho como guarda-redes avançado. A estratégia quase resultou aos 31′, com Fits a ficar perto do golo, mas Guitta defendeu com a cara. 

Benfica tentava de tudo para reduzir o resultado, mas Guitta e algum azar iam negando os intentos das águias. Aos 37′, Zicky Té recebeu de costas para a baliza, rodou sobre si mesmo, bateu André Correia e fez o 5-0. No minuto seguinte, aos 38′, Silvestre Ferreira a fazer o 5-1, com um desvio em cima da linha de golo. Joel Rocha voltou a pedir pausa técnica e no regresso o 5-2, de novo por Silvestre Ferreira, após boa jogada dos encarnados (39′). A 30 segundos do fim, erro de André Correia e João Matos aproveitou para fazer o 6-2 final.

Sporting-Benfica
6-2
Pavilhão Multiusos de Sines
Cinco inicial do Benfica
André Correia, Tiago Brito, Robinho, Chishkala e Arthur
Suplentes
Martim Figueira, Nilson, Silvestre Ferreira, Fábio Cecílio, Afonso Jesus, Fits e Rafael Henmi
Ao intervalo2-0
Marcadores do Benfica
 Silvestre Ferreira (38′ e 39′)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.