Rúben Dias: “A Seleção não vale apenas pelo Cristiano, mas vale pelo todo”

Esta terça-feira, em conferência, Rúben Dias antecipou o duelo desta quarta, em Turim, com o Azerbaijão, no arranque da campanha de qualificação para o Mundial de 2022. E o central internacional português, craque do Manchester City, dificilmente poderia apresentar discurso mais determinado:

«O nosso estado de espírito é o mesmo de sempre, com muita ambição, consciência do trabalho que temos de para desenvolver para chegar à fase das decisões, de que a caminhada será feira passo a passo. E eu chego como sempre que aqui venho: com prazer, ambição e muita alegria por poder estar com os meus companheiros. Temos a ambição de lutar por esta competição, uma das mais importantes. Adversários acessíveis são cada vez menos, se é que os há, mas temos de nos focar na nossa qualidade e no nosso desempenho. O jogo pode tornar-se complicado se nós o complicarmos. Temos de encarar o jogo com seriedade, profissionalismo  e ambição, temos de perceber que também estamos a começar uma nova etapa e queremos que ela seja bem sucedida», alertou Rúben, falando, também, aos novos que agora chegam:

«O melhor conselho que eles podem ter é o mesmo que lhes serviu nos clubes para desenvolverem o trabalho que os trouxe até aqui. Nós estamos felizes por os receber, porque também acrescentam valor a uma seleção que quer muito ganhar.»

Em conferência, esta terça-feira, de antevisão do jogo com o Azerbaijão de quarta-feira, no apuramento para o Mundial 2022, Rúben Dias, central internacional português, foi confrontado com perguntas sobre as críticas a Cristiano Ronaldo em Itália, pelo desempenho na Juventus, e o eco na Seleção. Foi questionado até, pela imprensa internacional, sobre a possibilidade de CR7 terminar a carreira no Sporting… a que deu resposta curiosa.

«A Seleção não vale apenas pelo Cristiano, mas vale pelo todo, temos uma elite, alguns dos melhores jogadores do mundo. O sentido é conseguir integrar todos e fazer com que todos puxemos para o mesmo sítio; no final de contas, quem vence os jogos é sempre a equipa. As críticas a Ronaldo? Já falei sobre o que penso do Cristiano e não vale a pela falar mais disso. Se pode ir jogar para o Sporting? Ainda sou jogador e não empresário de jogadores, mas se um dia for empresário do Cristiano seria bom sinal… Por enquanto sou jogador e limito-me a responder a perguntas para jogadores e não que deveriam ser colocadas a empresários de jogadores.»

Rúben Dias, defesa-central internacional português, comentou o duelo com o Azerbaijão, esta quarta-feira, em Turim, no arranque da qualificação para o Campenato do Mundo, e foi claro quanto à ausência de Pepe, habitual parceiro no setor, mas nesta altura lesionado.

«O que muda? Não muda nada. A ideia de jogo continuará a ser a mesma. Por vezes mudam os intervenientes, como é lógico, mas mal seria se estivéssemos dependentes de um jogador e isso nos obrigasse a mudar a ideia, a forma como nós pensamos enquanto equipa. Não vai estar Pepe, estarão outros, com o mesmo objetivo de sempre, que será ganhar. Temos de mudar o chip do Europeu, agora é Mundial, uma competição diferente na qual estamos empenhados e concentrados», disse Rúben, jogador do Manchester City, em conferência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.