Rúben Dias e Bernardo Silva levam a melhor sobre André Gomes e João Virgínia

O Manchester City de Pep Guardiola venceu este sábado o Everton, em Liverpool, por 2-0, e seguiu para as meias-finais da Taça de Inglaterra, nas quais já está também o Southampton, que ao início da tarde venceu por 3-1 o Bornemouth. 

No City, por quem foram titulares os portugueses Rúben Dias e Bernardo Silva, o primeiro mais influente do que o segundo, os golos apareceram tarde, mas justamente, aos 84 minutos, por Gundogan, e aos 90, por De Bruyne. E foram sofridos por um português, João Virgínia, internacional sub-21 e convocado para o Campeonato da Europa da próxima semana, titular pela primeira vez por força das lesões do titular Jordan Pickford e da primeira alternativa Robin Olsen. 

Virgínia até fez uma boa exibição. Defendeu remates difíceis aos 17 e 58, de Sterling, e aos 83, de Phil Foden. Inclusivamente no primeiro golo sofrido fez uma grande defesa em primeira instância, a remate de Laporte que conseguiu desviar para a barra; porém, a bola pingou para Gundogan que, sozinho, empurrou de cabeça.

No segundo golo, de De Bruyne — que Guardiola teve de lançar na parte final, tal como fizera com Mahrez, para desbloquear o jogo —, Virgínia nada podia fazer, pois este apareceu-lhe isolado, mas tocou também na bola. 

Nota ainda para uma outra boa exibição portuguesa no Everton: André Gomes foi influente no meio-campo, participando em quase todas as jogadas da equipa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.