Benfica conquista a Taça da Liga em futebol feminino

Neste jogo discutiu-se um troféu! O Benfica enfrentou o Sporting na final da Taça da Liga Feminina de Futebol no Estádio Municipal de Leiria.

Início fulminante na final da Taça da Liga! Num bem tratado relvado do Estádio Municipal de Leiria, foi o Benfica – detentor do troféu referente a época transata (2019-20) referente à época o primeiro emblema a inaugurar o marcador. Cloé Lacasse recuperou o esférico em zona adiantada e deixou para Kika. A camisola 18 driblou com celeridade, puxou a bola para o seu pé esquerdo e rematou para uma boa defesa de Inês Pereira. O esférico sobrou para a avançada canadiana que, na recarga, não perdoou. Um disparo que entrou junto ao canto inferior direito. A guardiã leonina bem se esticou, porém, nada conseguiu fazer para evitar o tento encarnado (0-1 aos 4′). 

O ímpeto das águias continuava e oito minutos depois (13′) voltou a gritar-se goloKika, elemento em destaque nos primeiros quinze minutos, conquistou a posse de bola, após um corte da defensiva verde e branca e, rapidamente, partiu para a resolução do lance. Destemida, a jogadora do Clube da Luz driblou, mas foi travada, no interior da área, por Ana Borges. Sandra Bastos, juíza internacional, estava bem posicionada e assinalou grande penalidadeNycole,encarregue de bater o castigo máximo, não perdoou. Inês Pereira adivinhou o lado, mas o remate da jogadora benfiquista foi tão colocado que não deu hipótese (0-2). 

Benfica estava endiabrado e as movimentações ofensivas sucediam-se a um ritmo alucinante. Pela direita, pela esquerda, pelo centro… as comandadas de Filipa Patão apareciam bem posicionadas ao longo do terreno de jogo e não davam descanso à defensiva do Sporting. Kika pautava pelo meio, distribuía jogo e depois Cloé e Nycole tentavam visar a baliza contrária.  

Aos 34′contrariedade para o Glorioso. Após um choque com Ana Borges, Beatriz Cameirão, que já havia visto um cartão amarelo, foi admoestada com a segunda cartolina amarela e consequente cartão vermelho. A média do Benfica, incrédula com a situação, abandonou as quatro linhas em lágrimas. Esforço redobrado e um verdadeiro teste ao espírito de equipa! O Sporting começou a jogar mais perto da área adversária, mas faltava acerto na hora da finalização. Letícia controlava a sua linha defensiva e as duas equipas regressava aos balneários com o Benfica em vantagem. Ao intervalo: 0-2.

O Sporting não podia ter pedido melhor recomeço de partida. Aos 52′, o golo leonino foi apontado por Bruna Lourenço. Ana Capeta colocou a bola no interior da área, o esférico ainda sofreu alguns ressaltos. Nycole e Christy Ucheibe atingiram, levemente, a bola – sem conseguirem afastar o perigo – e Bruna Lourenço, ao segundo poste, efetuou o cabeceamento final para o interior da baliza encarnada (1-2).

Cinco minutos depois (57′) poderia ter-se assistido ao tento da igualdade. Ana Capeta correu vários metros pelo flanco direito, ultrapassou a pressão de Lúcia Alves e cruzou atrasado para a área. Tatiana Pinto, na passada, desferiu um remate rasteiro, contudo, o esférico passou escassos centímetros ao lado da baliza à guarda de Letícia. Aos 66′Lúcia Alves foi assistida e acabou por ter de abandonar a partida. Recorde-se que a jogadora das águias regressou, recentemente, após lesão. Matilde Fidalgo acelerou os exercícios de aquecimento e dois minutos depois entrou para recompor a linha defensiva. 

Catarina Amado era a jogadora do Benfica em destaque nesta segunda parte. A lateral-direita efetuou alguns slaloms, a todo o gás, pelo lado direito e assim libertava as suas companheiras da pressão exercida pela equipa leonina. Aos 73′Letícia ficou a queixar-se da virilha e teve de ser assistida pela equipa médica. Após a colocação de uma ligadura, a guardiã encarnada continuou em jogo, mas, como medida de prevenção, Carolina Vilão iniciou o aquecimento. Quatro minutos depois (77′), Filipa Patão deu maior frescura ao seu conjunto, tendo colocado em campo Jolina. A atleta holandesa entrou para o lugar de Nycole – autora do segundo golo da partida.

As águias, que jogavam com dez unidades desde o minuto 34, reagrupavam em zona mais recuada, mantinham a intensidade e afastavam o perigo como podiam. Nota para o remate de Carolina Mendes, aos 89′. O esférico sobrou na área encarnada e, com um volley, a camisola 18 do Sporting atirou à barra da baliza. A placa com o tempo adicional foi mostrada… Oito minutos de compensação, muita garraespírito de equipasacrifício até ao fim e ainda Sílvia Rebelo que entrou para o lugar de Kika. O Benfica sacudia o pressing final do Sporting e carimbava a vitóriaResultado final: 1-2A Taça da Liga 2020/21 é nossa! É do Sport Lisboa e Benfica!

Sporting-Benfica
1-2
Estádio Municipal de Leiria
Onze do Benfica
Letícia, Catarina Amado, Carole Costa, Ana Seiça, Lúcia Alves (Matilde Fidalgo, 68′), Beatriz Cameirão, Christy Ucheibe, Andreia Faria, Cloé Lacasse, Kika Nazareth (Sílvia Rebelo, 90′) e Nycole (Jolina, 77′)
Suplentes
Carolina Vilão, Matilde Fidalgo (68′), Sílvia Rebelo (90′) Mariana Dantas, Jolina (77′), Marta Cintra e Darlene
Ao intervalo0-2
Golos do Benfica
 Cloé Lacasse (4′), Nycole (13′)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.