Porta de acesso à Champions passa por ganhar em Braga

Braga é, provavelmente, a deslocação mais importante da temporada, com um lugar na Liga dos Campeões em discussão. O empate de ontem dos bracarenses em Famalicão deixou o Benfica a depender dele próprio para o acesso direto à Champions. Uma derrota deixará as águias em posição delicada, e a ausência da Champions teria consequências imprevisíveis para 2021/2022.

Um teste de fogo à coesão da defesa, com quatro jogos consecutivos sem sofrer golos na Liga. Farense (0-0), Rio Ave (2-0), Belenenses SAD (3-0) e Boavista (2-0) não marcaram golos ao Benfica. O último a bater Vlachodimos foi Yan Matheus, de penálti, no empate (1-1) com o Moreirense.

É preciso recuar mais de um ano, entre setembro e novembro de 2019, para ver um Benfica com quatro clean sheets seguidas no Campeonato. Aconteceu ainda com Bruno Lage no comando técnico dos encarnados, entre as jornadas sete e dez. O Benfica liderava e ganhou sem sofrer golos a V. Setúbal (1-0), Tondela (1-0), Portimonense (4-0) e Rio Ave (2-0). O registo foi quebrado por Carlos Júnior, do Santa Clara, no triunfo por 2-1 nos Açores. Esse Benfica teve uma série impressionante de 16 vitórias consecutivas, uma volta inteira entre as duas derrotas com o FC Porto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.