Jorge Jesus: “Há muita coisa que tem de mudar no futebol”

Na análise à vitória por 2-0 na receção ao Boavista, Jorge Jesus, treinador do Benfica, reconheceu que a equipa está “mais forte do que há umas semanas”.

Entre vários elogios, o técnico realçou o comportamento do coletivo no jogo da 23.ª jornada da Liga NOS, bem como as prestações positivas de Diogo Gonçalves e Lucas Veríssimo. Apontou já baterias ao confronto com o SC Braga na próxima ronda do Campeonato.

Benfica-Boavista Liga NOS

Forma melhora o coletivo

“É um Benfica mais forte do que há umas semanas, onde os jogadores estão a chegar cada vez mais perto da sua forma. Isto melhora o coletivo. O jogo foi mais fácil do que pensava. A expulsão fez com que o Boavista não conseguisse ter o outro momento do jogo, que é o contragolpe ou ataque posicional, porque não teve capacidade para isso, mas é normal. Quando se tem menos um jogador, nota-se mais a atacar do que a defender. A equipa foi gerindo e estava muito confiante. Sentia que a qualquer momento faria golo. Fizemos dois golos e devíamos ter feito mais. Devíamos ter acelerado mais o jogo para ir para o 3-0 e depois para o 4-0. Mas a equipa procurou não sofrer golos, controlar o resultado e o Seferovic fez mais dois golos. Está num momento muito bom, o que para nós é muito importante porque temos o Darwin a recuperar de lesão. Foi mais um jogo sem sofrer golos. Agora é preparar a equipa para Braga, e este jogo, a partir deste momento, acabou com mais três pontos. O caminho é jogo a jogo. Há jogadores que estão a crescer e a equipa também fica melhor. Parabéns aos jogadores do Benfica!”

Benfica-Boavista Liga NOS

Elogios a Diogo Gonçalves e Lucas Veríssimo

“O Diogo [Gonçalves] é um jogador que melhorou muito a equipa na fase da decisão. Fez duas boas assistências, tem uma qualidade de cruzamento muito grande e acelera o jogo quando quer. Mas acho que ainda pode fazer melhor. Não acredita tanto nele como eu acredito. Vai ter uma melhor carreira como lateral-direito, não tenho dúvidas nenhumas. Não foi por acaso que o puxei para trás… É verdade que a lesão do capitão, o André [Almeida], obrigou a ter de solucionar com um lateral. Era ou o João Ferreira ou ele [Diogo Gonçalves] com o Gilberto. Com a lesão do Gilberto, o Diogo entrou na equipa e ainda hoje fez duas assistências para golo. Pode melhorar mais, tem capacidade para ter alguns momentos do jogo, ofensivamente, melhores. Porque defensivamente compete-me a mim ensinar-lhe. É isso que ele está a aprender. Não tenho dúvida nenhuma que ele pode ser um excelente lateral-direito.”

“A entrada do Lucas Veríssimo estabilizou a equipa no corredor central, ninguém tenha dúvidas disso. Cada vez mostra mais que o Benfica acertou na contratação de um grande central. Ninguém duvida. Parece que está no Benfica há um ano, mas na verdade está cá há mês e meio. E porquê? Porque conhece o jogo, por isso é que tem um rendimento mais alto. Depois, é forte nas bolas aéreas. Faz-me lembrar um central que o Benfica teve há uns anos que era imbatível nas bolas altas, o Carlos Mozer. Está a fazer uma boa dupla com o Otamendi.”

Benfica-Boavista Liga NOS

O golo de Taarabt que não contou…

“Não concordo [que o golo do Taarabt tenha sido anulado]. Os árbitros, com esta nova lei do contacto, refugiam-se. Tudo o que é contacto marcam falta. Não interessa se é a favor do Benfica ou não. Que eu saiba, as leis do futebol dizem que pode haver contacto. Isto não é basquetebol, onde não pode haver contacto. No futebol, quando há contacto, tudo o que seja lances em que os jogadores estão a cobrir os espaços para o adversário não entrar, os árbitros não entendem nada disto… eles nunca jogaram. E como não jogaram, não entendem. Não têm conhecimento do que é o jogo, têm conhecimento do que são as leis do jogo. Mas o jogo tem coisas para além das leis. Acho que os árbitros deviam todos fazer uma reciclagem com as pessoas do futebol, com os treinadores. Para que lhes [aos árbitros] explicassem que há muitos momentos do jogo em que as leis são menos importantes do que o conhecimento do próprio jogo. Nos outros países também acontece isto. Agora, os jogadores que defendem é que vão com a cara aos braços do adversário e depois é logo ‘ai’. E os árbitros estão a ir muito atrás destas jogadas. Têm tempo para reverter, têm o VAR. E sobre a jogada do Adel [Taarabt], o árbitro tinha de deixar acabar a jogada e não deixou. Mas se todos conversarmos, penso que o nosso futebol vai melhorar. Todos se queixam dos árbitros, o que está errado? Não são duas ou três equipas, são todos a queixar-se dos árbitros. O que está errado? No futuro, o futebol tem de mudar muita coisa, e esta é uma delas.”

Benfica-Boavista Liga NOS

Saídas de Rafa e Pedrinho explicadas

“A expulsão do jogador do Boavista [Chidozie] fez com que o Boavista ficasse a jogar com uma linha defensiva de dois centrais e não de três. Deu mais liberdade de ação ao Rafa e ao Pedrinho. Temos um posicionamento no corredor central muito forte, com vários jogadores. Ficou mais fácil de entrar. O facto de eles saírem? Faltavam 10 minutos. O Rafa, desde que chegámos, está num plano superior, está mais competitivo, defensivamente mais comprometido com a equipa. Não precisava de estar mais tempo em jogo. O Pedrinho esteve bem. O que fez, fez bem. É a primeira vez que joga naquele lado [esquerdo], ele gosta mais de jogar no direito. Vai melhorar com os jogos. Individualmente é forte, não é fácil tirar-lhe a bola. Tirei-o porque queria que o Everton jogasse 30 minutos. Aquando destas duas substituições, o Benfica já estava a ganhar 2-0. O Boavista teve de correr muito devido à nossa circulação de bola. O Jesualdo Ferreira mexeu e bem na equipa na segunda parte. Respondendo: as saídas de Rafa e Pedrinho não tiveram a ver com a dificuldade em entrar na defensiva do Boavista.”

Benfica-Boavista Liga NOS

Equipa a crescer antes da ida a Braga

“A equipa tem vindo a evoluir semana após semana. Agora, é semana a semana. Isso tem muita importância para melhorar a equipa do ponto de vista da intensidade. Uma coisa é fazer três jogos por semana, outra coisa é fazer dois por semana. O Benfica está a recuperar. Perdemos alguns pontos que hoje fazem falta. No domingo vamos jogar com o SC Braga, é um rival e temos de disputar os três pontos. Dependemos da nossa capacidade para reduzir os pontos de diferença que temos para os rivais que estão à nossa frente. Depois, é pensar no 2.º lugar, sabendo que, quantos mais jogos passarem, mais dificuldades terá o Benfica de recuperar.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.