Benfica volta a falhar a vitória na Liga NOS e cai para 4º lugar

O Benfica regressou de Moreira de Cónegos com um empate (1-1) no jogo da 19.ª jornada da Liga NOS. As águias criaram claras ocasiões de golo, mas, nuns momentos por ineficácia e noutros por mérito do guarda-redes do Moreirense, não concretizaram. E ainda tiveram um penálti revertido e outro ignorado… 

Uma entrada positiva na partida permitiu ao Benfica criar a primeira hipótese de golo aos 5′. Seferovic estendeu o ataque pela direita, procurou Taarabt numa zona mais interior e o marroquino lançou para a área, onde Darwin ganhou o duelo, mas rematou com pouca força. Pasinato mergulhou e segurou o esférico.

Flagrante foi a oportunidade de golo gerada aos 21′ pela manobra ofensiva das águias. Otamendi, com um passe rasteiro, rompeu a linha defensiva do Moreirense e abriu um corredor para a entrada de Rafa. O camisola 27 dos encarnados acelerou com bola, entrou na área e, com ângulo para visar a baliza, disparou cruzado, ao lado da baliza.

Moreirense-Benfica Liga NOS

O Benfica insistiu e colocou-se em vantagem ao minuto 25Taarabt, que acompanhou Weigl, Rafa e Everton no meio-campo do 4x4x2 montado por Jorge Jesus, recuperou a bola em zona ofensiva e fez um passe milimétrico para que Seferovic acelerasse e se infiltrasse na área pela esquerda. O camisola 14 rematou na passada, com força e colocação, inaugurando o marcador (0-1). O esférico ainda beijou o poste direito, encaminhando-se de seguida para as redes.

Perante um bem estruturado e atrevido Moreirense, o Benfica teve nos pés de Darwin, ao minuto 29, mais um lance de aproximação à baliza guardada por Pasinato. O remate do avançado das águias fez a bola passar muito perto do poste direito. Darwin estaria, depois, envolvido em nova iniciativa atacante, juntamente com Seferovic e Rafa, mas o lance, desenhado aos 37′, não teve o desfecho pretendido.

Moreirense-Benfica

Perto do término do primeiro tempo, um percalço para o Benfica. O árbitro Manuel Oliveira assinalou falta de Grimaldo sobre Walterson no interior da área (39′), um penálti que Yan Matheus converteria (40′) perante o guarda-redes Helton, que neste desafio foi titular, estreando-se na Liga NOS. Sem que tivesse passado por aflições defensivas, a equipa benfiquista sofreu um golo e viu-se empatada no final dos primeiros 45 minutos (1-1).

Apresentando um futebol positivo e lutando por discutir o resultado, o Moreirense era um osso duro de roer. Diogo Gonçalves, que atuou como lateral-direito (numa linha defensiva, de quatro elementos, completada por Otamendi, Vertonghen e Grimaldo), arriscou um remate ao minuto 62. Bateu com força, a bola sofreu um desvio de trajetória e fez tremer o guarda-redes Pasinato.

Moreirense-Benfica

A polémica estalou aos 59′, quando Vertonghen foi atingido na cara na área sem que a equipa de arbitragem (VAR incluído) sancionasse castigo máximo, e adensou-se aos 63′. Weigl caiu na área do Moreirense num despique com Filipe Soares e o árbitro sinalizou pontapé de penálti. Por indicação do videoárbitro Fábio Melo, Manuel Oliveira foi ao monitor rever as imagens do lance entendeu reverter a decisãoAnulou o penálti e ainda mostrou um cartão a Weigl. Foi o quinto amarelo recebido pelo médio alemão neste Campeonato, motivo pelo qual falha o próximo jogo na prova. Ainda não foi desta que o Benfica teve um penálti a favor.

Jorge Jesus trocou uma pedra no meio-campo aos 67′: saiu Weigl, entrou Pizzi, que se juntou a Taarabt no coração do sector. E aos 76′ o treinador das águias efetuou mais duas modificações, refrescando as soluções ofensivas: Everton e Rafa foram rendidos por Waldschmidt e Pedrinho.

Waldschmidt

Do pé esquerdo do recém-entrado Waldschmidt partiu a bola que poderia ter resolvido a partida ao minuto 79 e garantido os três pontos ao Benfica. O alemão, descaído para a direita, fez um passe por cima à procura da finalização de Darwin na área, o camisola 9 ganhou a posição, atacou o esférico e cabeceou com força. No entanto, o guarda-redes Pasinato voou e negou o golo.

Nos instantes finais, Derik sobressaiu no contragolpe do Moreirense e causou calafrios à equipa benfiquista, mas foi esta que fechou a partida em busca de uma brecha que possibilitasse uma finalização para golo. Sem sucesso, porém.

Na quinta-feira, 18 de fevereiro, o Benfica reentra em cena na Liga Europa, enfrentando o Arsenal na 1.ª mão dos 16 avos de final. Pelas restrições sanitárias impostas pelo Reino Unido a Portugal devido à pandemia de COVID-19, o jogo realiza-se em Roma, Itália, e tem pontapé de saída agendado para as 20h00.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.