Sub-23 vencem Portimonense no Seixal e regressam à liderança à condição

Regresso às vitórias! A equipa Sub-23 do Benfica enfrentou o Portimonense na 5.ª jornada de apuramento para a Taça Revelação, no Benfica Campus, e fez valer as suas forças, triunfando por 2-0.

Consistente e valoroso em todos os sectores, o Benfica colocou-se na dianteira do marcador ao minuto 6. O avançado David Barrero, na conversão de um pontapé de penálti, disparou de pé direito para o interior das redes (1-0).

As águias dilataram a vantagem aos 43′. Diogo Nascimento esteve perto de faturar à boca da baliza (41′), mas o lateral Guilherme Montoia, num remate de pé esquerdo à entrada da área, bateu mesmo o guarda-redes do Portimonense, definindo o 2-0 com que se chegou ao tempo de intervalo.

A segunda parte começou com o Benfica ao ataque. No seguimento de um lance de bola parada, o central Gonçalo Loureiro (reaparecido em competição ao fim de dez meses) foi derrubado na grande áreaPenálti prontamente sinalizado pelo árbitro. A cobrança do castigo máximo (49′) ficou por conta de Diogo Nascimento, que enganou o guarda-redes, mas não acertou na baliza (a bola passou rente ao poste direito).

Num jogo sempre muito discutido, as águias criaram mais oportunidades de golo, mas as redes não voltaram a balançar. Vitória por 2-0 dos comandados por Luís Castro, que assim recuperam a liderança (à condição) na fase de apuramento para a Taça Revelação.

Benfica-Portimonense Taça Revelação

DECLARAÇÕES

Luís Castro (treinador do Benfica): “Tivemos oportunidades de golo claríssimas, finalizámos duas. A equipa comportou-se muito bem no processo defensivo, fomos compactos, tivemos uma vitória justa. Será uma semana em que trabalhamos com a cabeça mais limpa porque ganhámos, mas o que queremos está a ser conseguido semana a semana. A equipa B já tem muitos jogadores que começaram aqui, e essas são as nossas vitórias semanais, ao longo do processo, da mesma forma que a equipa B já passou alguns jogadores para a equipa A. É evidente que no campo, num clube como o Benfica, temos de jogar sempre para ganhar.”

Benfica-Portimonense Taça Revelação

Guilherme Montoia (jogador do Benfica): “O que esteve na origem da vitória foi a nossa busca pelo golo, a maior eficácia. Estávamos a jogar bem, mas a pecar na finalização, e conseguimos melhorar isso neste jogo, foi o que nos levou à vitória, tal como a coesão como equipa. Fomos muito compactos. O meu golo? Foi uma boa sensação, mas os golos pertencem à equipa, é fruto do trabalho de todos. Sem a qualidade dos meus companheiros, jamais marcaria aquele golo.”

Benfica-Portimonense, 2-0

FICHA 
LocalBenfica Campus, Campo n.º 1
Onze do BenficaLeo Kokubo, Rafael Rodrigues, António Silva, Gonçalo Loureiro, Guilherme Montoia, Rafael Brito, Tomás Azevedo (78′), Martim Neto, Henrique Pereira (Pedro Santos, 58′), Diogo Nascimento (Cher Ndour, 90′) e David Barrero (77′)
SuplentesPedro Souza, Gonçalo Negrão, Nuno Félix, Manuel Campos, Hugo Félix, Pedro Santos (58′), Cher Ndour (90′), Diego Moreira (78′) e João Resende (77′)
Golos do BenficaDavid Barrero (6′ gp), Guilherme Montoia (43′)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.