Sub-23 empatam fora com o Guimarães para a Taça Revelação

Campo Gémeos Castro. Uma reviravolta, golos de bandeira, intensidade ao máximo, uma grande penalidade e um Samuel Soares a voar para grandes defesas. O desafio da 1.ª jornada da fase de qualificação da Taça Revelação teve de tudo.

Os minutos iniciais foram bastante disputados em terras vimaranenses. As equipas ainda procuravam encaixar-se nos sistemas táticos quando, aos 9′, o V. Guimarães se colocou na frente do marcador. O Benfica sentiu dificuldades em afastar a bola da sua zona defensiva e os da casa aproveitaram… Bamba recuperou a posse do esférico no interior área, ganhou posição e entregou em Diogo Paulo, que, no flanco direito, centrou para o interior da área. Rui Correia antecipou-se à defensiva encarnada e desviou a bola para o canto inferior esquerdo da baliza à guarda de Samuel Soares (1-0).

Os comandados de Luís Castro empurravam o V. Guimarães para a sua zona defensiva, contudo, a estratégia aparentava estar bem montada e as águias não conseguiam perfurar o último terço do terreno. O Vitória optava por sair no contra-ataque. David Álvarez era um dos intervenientes mais ativos no espaço ofensivo e aos 16′ colocou à prova os reflexos do guarda-redes benfiquista.

Aos 27′, o Benfica podia ter chegado ao golo da igualdade. Luís Semedo arrancou, percorreu vários metros em velocidade e optou por colocar a bola para o lado esquerdo. Vasco Paciência tinha a baliza adversária na sua mira, mas preferiu colocar a bola no segundo poste para a entrada de Pedro Santos. O passe saiu com força a mais e o lance perdeu-se pela linha final.

Em dois minutos houve reviravolta no marcador! Aos 33′, depois de um pontapé longo de Samuel SoaresGerson Sousa rececionou em zona adiantada, retirou o guarda-redes vimaranense da frente e encostou para o empate (1-1). No minuto seguinte, 34′, a magia tomou conta da partida. Luís Semedo avançou pelo corredor esquerdo, fletiu para dentro e disparou um míssil ao ângulo direito da baliza de Antal Bencze (1-2). Estava operada a reviravolta! 

V.Guimarães-Benfica Taça Revelação

Até ao apito do árbitro para tempo de intervalo ainda houve um momento de frisson perto da baliza encarnada, mas Samuel Soares, atento, resolveu a situação. As duas equipas seguiram para os balneários do Campo Gémeos Castro com o marcador a assinalar 1-2.

A postura vimaranense estava diferente no início deste segundo tempo. Mais rápidos, mais objetivos e mais perigosos. Aos 50′, Jota dispôs de uma soberana oportunidade para marcar. O avançado disparou forte e cruzado, porém, no momento crucial, houve corte da defensiva encarnada. Iam ficando os avisos… Sete minutos volvidos não houve aviso, mas, sim, remate certeiro para o empate (2-2). Hélder Sá, posicionado no flanco esquerdo, fez um cruzamento açucarado para o cabeceamento certeiro de Jota.

Aos 64′, Diogo Paulo sofreu falta no interior da área benfiquista. O árbitro João Loureiro, da AF Viana do Castelo, apontou para a marca de grande penalidade. Gonçalo Gomes partiu para a bola, rematou forte para o lado esquerdo, todavia, Samuel Soares apresentou-se a grande nível, fez a estirada e evitou o golo. Antes da cobrança do castigo máximo, Luís Castro decidiu refrescar a sua equipa. Rafael Rodrigues e Henrique Pereira entraram para os lugares de Guilherme Montoia e Vasco Paciência.

A equipa do V. Guimarães continuava mais perigosa. A bola rondava a área benfiquista, mas os remates dos nortenhos não estavam a sair enquadrados com a baliza. O treinador encarnado voltou a mexer nas suas peças, retirou Pedro Santos e colocou Diogo Nascimento no meio-campo das águias. Aos 89′, Hélder Sá voltou a fazer um cruzamento venenoso para o interior da área. Duarte Moreira estava no sítio certo, rematou para o centro da baliza com tudo o que tinha, mas o guardião encarnado, com reflexos rapidíssimos, negou o tento.

João Tomé e João Resende entraram (saíram Gerson Sousa e Luís Semedo) aos 90′, para a ponta final da partida, porém, já não tiveram impacto no resultado. Caio ainda viu um vermelho direto depois de uma entrada à margem das leis sobre Henrique Pereira. O empate permaneceu até ao desfecho e as duas equipas repartiram os pontos. Resultado final: 2-2.

No desafio da próxima jornada (2.ª), o Benfica recebe a Académica no Campo n.º 1 do Benfica Campus.

V. Guimarães-Benfica, 2-2

FICHA 
LocalCampo Gémeos Castro
Onze do BenficaSamuel Soares, Fábio Baptista, António Silva, Adrian Bajrami, Guilherme Montoia (Rafael Rodrigues, 65′), Henrique Jocu, Gerson Sousa (90′), Martim Neto, Pedro Santos (Diogo Nascimento, 80′), Luís Semedo (João Resende, 90′) e Vasco Paciência (Henrique Pereira, 65′)
SuplentesPedro Souza, Rafael Rodrigues (65′), António Rodrigues, Vilius Armalas, Luís Montenegro, Diogo Nascimento (80′), Henrique Pereira (65′), João Tomé (90′) e João Resende (90′)
Golos do BenficaGerson Sousa (33′) e Luís Semedo (34′)
Ao intervalo1-2
ÁrbitroJoão Loureiro (AF Viana do Castelo)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.