Benfica B goleia Oliveirense na estreia de Nélson Veríssimo

O Benfica B entrou a todo o vapor numa manhã de estreias e arrancou o ano civil de 2021 com uma sólida goleada (4-0!) diante da Oliveirense. Henrique Araújo (2), Morato e Paulo Bernardo fizeram os golos (com nota artística!) no desafio da 14.ª jornada da II Liga, que decorreu no Campo n.º 1 do Benfica Campus.

A partida da 14.ª jornada ficou marcada inicialmente por duas estreias! A do treinador Nélson Veríssimo ao leme do Benfica B e a de Tiago Gouveia a titular num encontro do segundo escalão do futebol português. O jogo estava bastante disputado e físico, contudo, as águias não abdicavam dos seus conhecidos processos de jogo – futebol apoiado e de construção desde a primeira linha. 

Benfica B Oliveirense 14.ª jornada II Liga

Aos 14′, Paulo Bernardo testou os reflexos do guardião da Oliveirense com um remate potente de pé direito. O médio encarnado não deixou o esférico tocar na flor da relva e disparou um míssil para uma excelente intervenção de Coelho. 

Na primeira situação de perigo, Coelho conseguiu afastar para canto, mas na sequência do lance (canto) chegou o tento benfiquista. Paulo Bernardo tocou curto para Kevin Csoboth, o médio húngaro ajeitou o esférico, centrou com conta, peso e medida e Morato agradeceu. O defesa-central, solto de marcação, cabeceou de cima para baixo e colocou a bola no fundo das redes (1-0).

Benfica B Oliveirense 14.ª jornada II Liga

Aos 16′, o anfitrião podia ter dilatado a vantagem no Benfica Campus. Tiago Gouveia arrancou, fez um slalom pela zona central do terreno, travou, driblou para o lado direito e rematou para o lado contrário da movimentação do guarda-redes. Coelho estava batido, todavia, o esférico passou a muito poucos centímetros do poste esquerdo. Eram as águias que pautavam o ritmo de jogo. Vukotic a realizar o 40.º jogo pelo Benfica B – era um dos pêndulos, a atuar na zona nevrálgica do terreno, que armava os velozes alas da turma orientada por Nélson Veríssimo.

Apesar da maturidade e da experiência dos seus atletas, a equipa de Oliveira de Azeméis não encontrava caminhos para furar a defensiva encarnada. Tomás Araújo e Morato, suportados pela visão de Fábio Duarte, controlavam as ocorrências e mantinham a vantagem até ao apito de Rui Lima – o árbitro principal desta partida. Ao intervalo: 1-0

Benfica B Oliveirense 14.ª jornada II Liga

O Benfica B entrou célere no recomeço da partida e Tiago Gouveia foi uma das imagens desta vertigem. O atacante das águias trabalhou bem a “caixa de velocidades” e deixou o defesa contrário para trás. Perto da linha de fundo, e já solto de marcação, levantou a cabeça e cruzou atrasado para a entrada de Henrique Araújo, que, com bastante frieza, rematou cruzado e rasteiro para dentro da baliza adversária (2-0). Aos 69′, Nélson Veríssimo decidiu efetuar a primeira alteração: Samuel Pedro entrou para o lugar de Kevin Csoboth.

O 3-0 esteve sempre mais perto e chegou mesmo aos 75′. Henrique Araújo fez o bis na partida. Samuel Pedro rematou forte, Coelho efetuou uma defesa incompleta e, na recarga, o avançado madeirense encostou para os festejos (3-0). O Benfica B era dono e senhor da situação. Os ataques com perigo eram vários e a intensidade colocada em cada lance era sempre bastante elevada. Como tal, o técnico encarnado voltou a mexer no xadrez tático e, aos 79′, entraram Rafael Brito e Ronaldo Camará para os lugares de Diogo Mendes e Tiago Gouveia.

Benfica B Oliveirense 14.ª jornada II Liga

Aos 82′, Vukotic esteve muito perto de balançar as redes adversárias. Através de um livre direto, o médio montenegrino desferiu um potente remate que bateu com estrondo na barra da baliza à guarda de Coelho. Os benfiquistas estavam insaciáveis e foi uma questão de minutos até se voltar a gritar golo. O lateral-direito Filipe Cruz, um dos melhores em campo, avançou vários metros pelo terreno, fletiu para dentro e desmarcou Paulo Bernardo, que, efetuando uma diagonal, baralhou a defensiva de Oliveira de Azeméis e na cara do guardião não vacilou. O médio picou a bola e fez um golo de bandeira (4-0 aos 86′). 

Foi já com Luís Lopes e Zé Gomes em campo – entraram para os lugares de Henrique Araújo e Paulo Bernardo – que a Oliveirense ainda tentou chegar ao tento de honra, contudo, as intenções acabaram esbarradas nas intervenções de Fábio Duarte ou fora do terreno de jogo. O apito final surgiu e as águias carimbaram o triunfo com o resultado de 4-0. Na próxima ronda (15.ª), o Benfica B desloca-se ao Estádio Municipal José dos Santos Pinto para defrontar o SC Covilhã.

Benfica B Oliveirense 14.ª jornada II Liga

DECLARAÇÕES

Nélson Veríssimo (treinador do Benfica B): “Acima de tudo fomos eficazes, concretizámos as oportunidades que tivemos. O domínio do jogo é claramente nosso, mas houve momentos em que não estivemos tão bem. A entrada foi muito forte, tal como tinha pedido aos jogadores. Senti-me bem neste regresso. Estive umas semanas fora, fui acompanhando tudo o que dizia respeito ao futebol e às equipas do Benfica em particular. É uma sensação boa estar de volta. Sentir o cheiro do relvado, do balneário, estar com os jogadores e obviamente que tinha saudades disso. Agora é pensar já no próximo jogo.” 

“Não queria deixar de aproveitar a oportunidade para desejar boa sorte ao míster Renato Paiva, que vai abraçar um novo projeto. Quero desejar-lhe toda a sorte do mundo, e aproveito também para desejar um bom ano a todos os Sócios, adeptos e simpatizantes do Benfica. Indiscutivelmente, uma coisa são os estádios com adeptos e outra coisa são os estádios sem eles. Desejo, fortemente, saúde, sucesso e que eles consigam regressar rapidamente à nossa companhia.”

Benfica B Oliveirense 14.ª jornada II Liga

Henrique Araújo (avançado do Benfica B): “Fomos superiores do início ao fim. Entrámos com uma mentalidade competitiva bastante interessante. Queríamos ganhar e fazer pontos. Criámos muitas oportunidades e concretizámos. Marcar é sempre bom, fico muito feliz e espero continuar a fazer golos. O míster Nélson Veríssimo, ao longo da semana, quis transmitir-nos mentalidade competitiva, intensidade e hoje isso já se refletiu no nosso jogo, aliado ao que o míster Renato Paiva já tinha feito desde o início da época. Poderemos fazer coisas muito bonitas para o resto do ano.”

Vukotic (médio do Benfica B): “Fiz 40 jogos ao serviço do Benfica B. Estou muito satisfeito e vou continuar a dar o meu melhor para ajudar a equipa. Fizemos um grande jogo, tivemos posse de bola e criámos muito perigo. Foi um triunfo justo.”

Benfica B Oliveirense 14.ª jornada II Liga

Benfica B-Oliveirense, 4-0

FICHA 
LocalBenfica Campus, Campo n.º 1
Onze do Benfica BFábio Duarte, Filipe Cruz, Tomás Araújo, Morato, Pedro Ganchas, Diogo Mendes (Rafael Brito, 79′), Vukotic, Paulo Bernardo (Zé Gomes, 89′), Tiago Gouveia (Ronaldo Camará, 79′), Kevin Csoboth (Samuel Pedro, 69′) e Henrique Araújo (Luís Lopes, 88′)
SuplentesCarlos Santos, Fábio Baptista, Gonçalo Loureiro, Rafael Brito (79′), Tomás Azevedo, Ronaldo Camará (79′), Samuel Pedro (69′), Luís Lopes (88′) e Zé Gomes (88′)
Ao intervalo1-0
GolosMorato (15′), Henrique Araújo (50′ e 75′) e Paulo Bernardo (86′)
Boletim clínicoSandro Cruz (lesão muscular na coxa direita); Diogo Capitão (status pós-cirúrgico ligamentoplastia do cruzado anterior no joelho esquerdo); Jair Tavares (lesão muscular na coxa direita), Godfried Frimpong (lesão muscular na coxa esquerda); Branimir Kalaica (lesão muscular na coxa esquerda); Daniel dos Anjos (miocardite aguda pós-infeção por COVID-19); Umaro Emaló (infetado com COVID-19)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.